Dilma lança edital para 12,5 mil bolsas de estudo no exterior

Dilma lança edital para 12,5 mil bolsas de estudo no exterior

O governo estima que 25 mil bolsas sejam financiadas pela iniciativa privada.

A presidente Dilma Rousseff lançou nesta terça os editais para selecionar 12,5 mil universitários para bolsas de estudo no Exterior. As bolsas fazem parte do programa Ciência Sem Fronteiras, lançado em junho, e que pretende oferecer 100 mil bolsas fora do país até 2014. O governo estima que 25 mil bolsas sejam financiadas pela iniciativa privada.

O orçamento do governo para 75 mil bolsas ultrapassa R$ 3,1 bilhões. Os recursos cobrirão passagem aérea, auxílio instalação, auxílio mensal, seguro saúde e, em alguns casos, as taxas da universidade estrangeira. O benefício é destinado a estudantes e pesquisadores das áreas de exatas e engenharias. "Queremos mandar para o exterior a elite intelectual, seja ela pobre ou rica", disse o ministro da Educação, Fernando Haddad.

Na primeira fase do programa, os estudantes selecionados serão direcionados para estudar em instituições de ensino superior dos Estados Unidos, Reino Unido, Alemanha, Itália e França. Mil e quinhentos candidatos já foram selecionados em caráter experimental para curso de graduação na modalidade sanduíche em universidades americanas.

Victor Girotto faz parte desse grupo e deve embarcar já no início de janeiro para o Arizona. Ele estuda Ciência da Computação em uma universidade privada em Brasília e acredita que a experiência no exterior vai contribuir para sua carreira. "A gente sempre escuta de pessoas que estão no mercado como uma experiência internacional é importante. Tenho certeza que esse ano fora vai contribuir positivamente para minha postura no mercado", avalia o estudante.

O período de inscrição para as novas bolsas é de 13 de dezembro até 15 de janeiro. Para se candidatar, o estudante deve atender aos requisitos definidos por edital de seleção, como ter fluência comprovada no idioma do país pretendido.

Confira outras informações no portal do programa: www.cienciasemfronteiras.gov.br.

Fonte: Terra