Dilma: Nordeste precisa crescer mais para compensar "atraso"

Dilma: Nordeste precisa crescer mais para compensar "atraso"

Todos os municípios com até 50 mil habitantes receberam para um caminhão caçamba, retroescavadeira e uma motoniveladora

A presidente Dilma Rousseff defendeu nesta segunda-feira que o Nordeste tenha um crescimento superior ao das outras regiões como forma de compensar o "atraso no desenvolvimento". Durante evento em Natal, onde entregou 179 equipamentos, entre motoniveladoras e retroescavadeiras, e anunciou obras de infraestrutura rodoviária para o Rio Grande do Norte, a presidente demonstrou preocupação com os efeitos da seca e disse que é possível fazer a "garantia hídrica".

"O povo nordestino tem uma grande capacidade de trabalho. Agora precisamos dar no Nordeste as mesmas condições nas regiões onde o Brasil começou. Precisamos dar condições para ocorrer um surto de desenvolvimento. No Sul e Sudeste eles se desenvolveram, mas lá tem regiões no Sul e Sudeste que são pequenos Norte e Nordeste do País. Precisamos transformar o Nordeste em uma área homogeneamente desenvolvida", disse.

Dilma Rousseff destacou que "tem compromisso de melhorar a infraestrutura e a política com a convivência com a seca, com a segurança hídrica". Demonstrando preocupação em se aproximar dos prefeitos, na fase pré-eleitoral, a presidente Dilma Rousseff entregou, individualmente, a cada um dos 149 prefeitos selecionados para receberem um kit de equipamentos para combater os efeitos da seca, chaves de motoniveladoras e retroescavadeiras. Foram 50 minutos exclusivamente para entregar a cada as chaves dos equipamentos.

Todos os municípios com até 50 mil habitantes receberam para um caminhão caçamba, retroescavadeira e uma motoniveladora. "É nesses municípios que se encontra a grande produção agropecuária brasileira. Serão 4.855 municipios a receberem esses equipamentos", afirmou o ministro do Desenvolvimento Agrário Pepe Vargas. Ele destacou que serão mais de 18 mil máquinas para atender as prefeituras brasileiras. "Significa que cada município está recebendo R$ 1,4 milhão em equipamentos", disse.

Fonte: Terra