Dilma Rousseff oferece "toda ajuda necessária" à governador do RS após incêndio em boate

Dilma Rousseff oferece "toda ajuda necessária" à governador do RS após incêndio em boate

Do Chile, presidente Dilma Rousseff ligou para o governador Tarso Genro. Ministra dos Direitos Humanos foi ao Rio Grande do Sul representar governo

A presidente Dilma Rousseff telefonou na manhã deste domingo (27) para o governador do Rio Grande do Sul, Tarso Genro, e ofereceu "toda ajuda necessária" em razão da tragédia ocorrida em Santa Maria, no Rio Grande do Sul, onde mais de cem pessoas morreram após incêndio em uma boate.

"A presidenta telefonou para o governador Tarso Genro e ofereceu toda a ajuda necessária. Ela determinou a todos os ministros que deem apoio em suas respectivas áreas", informou a assessoria de imprensa do Planalto. Segundo a Presidência, a ministra dos Direitos Humanos, Maria do Rosário, já está com o governador Tarso Genro e representa o governo federal.

Dilma deve voltar do Chile neste domingo (27). Ainda não há informações sobre se ela irá à Santa Maria.

Segundo a assessoria do Ministério da Saúde, o ministro Alexandre Padilha está em São Paulo nesta manhã e vai para o Rio Grande do Sul em avião da Força Aérea Brasileira (FAB) verificar que tipo de apoio na área da saúde pode ser dada. Segundo o ministério, uma área técnica do ministério verifica quais são as necessidades na cidade.

Mais cedo, o governador Tarso Genro manifestou no Twitter o pesar pelo incêndio. O chefe do Executivo no estado afirmou ainda que se deslocará até a cidade para acompanhar o trabalho do Corpo de Bombeiros e da Polícia Civil, que realizam a retirada e a identificação dos corpos.

?Domingo triste! Estamos tomando as medidas cabíveis e possíveis. Estarei em Santa Maria no final da manhã?, escreveu o governador na rede social. Em entrevista à Rádio Gaúcha mais cedo neste domingo, o secretário de Segurança Pública do RS, Airton Michels, afirmou que todas as forças de segurança pública do estado já foram acionadas para se deslocarem até Santa Maria.













O caso

Um incêndio na boate Kiss, em Santa Maria, na Região Central do Rio Grande do Sul, deixou ao menos 100 mortos na madrugada deste domingo (27). O número total de vítimas ainda é desconhecido e há centenas de feridos. A polícia e o Corpo de Bombeiros ainda trabalham no local, checando as circunstâncias do fogo e retirando corpos da área.

"Nós terminamos o rescaldo do local e estamos fazendo a remoção dos corpos. O IGP fará reconhecimento dessas vítimas. São mais de 40 anos de Bombeiros e poucas vezes vi uma tragédia nessa proporção", afirmou o Coronel Moisés da Silva Fuchs, comandante do Corpo de Bombeiros de Santa Maria, em entrevista à Rádio Gaúcha.

Municipal, que foi improvisado para reunir e identificar os corpos. A polícia acredita que há cerca de 20 corpos ainda dentro da boate. O Hospital Universitário de Santa Maria e o Hospital de Caridade, para onde foram levados os feridos, pedem ajuda de voluntários da área médica para ajudar no atendimento.

Segundo informações preliminares, o fogo teria começado por volta das 2h30 quando o vocalista da banda que se apresentava fez uma espécie de show pirotécnico, usando um sinalizador. As faíscas atingiram a espuma do isolamento acústico no teto do estabelecimento e as chamas se espalharam.

Fonte: G1