Dilma pede que base no Senado aprove fim do sigilo eterno

O ministro da Defesa, Nelson Jobim, também defendeu a posição institucional

A presidente Dilma Rousseff orientou a base aliada do governo no Senado a votar pelo fim do sigilo eterno nos documentos ultrassecretos, seguindo a decisão da Câmara dos Deputados. Segundo o jornal O Estado de S. Paulo, a presidente afirmou que a aprovação da Lei de Acesso à Informação, que tramita no Senado, "é um processo da evolução". Dilma, que quando ministra da Casa Civil do governo Lula apoiava o fim do sigilo, mudou de posição como presidente, depois de um pressão dos senadores José Sarney (PMDB-AP) e Fernando Collor (PTB-AL).

O ministro da Defesa, Nelson Jobim, também defendeu a posição institucional de que os militares tinham os segredos protegidos, mesmo com a resistência das Forças Armadas à proposta, segundo o jornal. Depois de algumas reuniões, o Itamaraty também apoiou o projeto, que segue não tendo apoio somente do senador Fernando Collor.

Fonte: Terra, www.terra.com.br