Presidente Dilma promete bolsa verde para famílias no Brasil

Dilma defendeu os programas de transferência de renda

A presidente Dilma Rousseff prometeu na manhã desta segunda-feira, em seu programa de rádio semanal Café com a Presidenta, que o programa Bolsa Verde será estendido a 73 mil famílias até o final de seu mandato.

Lançado em Manaus na semana passada, o Bolsa Verde faz parte do Plano Brasil sem Miséria e incentiva extrativistas da região a preservar a floresta em troca de uma bolsa de R$ 300 paga a cada três meses.

"O programa faz o casamento da geração da renda com a preservação ambiental, porque ele vai combinar essas duas coisas para que o país continue crescendo, sempre de forma sustentável", disse a presidente.


Dilma promete bolsa verde para 73 mil famílias no Brasil

Hoje, o programa atende 3,5 mil extrativistas da região norte e a meta do governo é de que o plano alcance 18 mil famílias até o fim do ano. Atualmente, cerca de 2,65 milhões de brasileiros vivem em situação de extrema pobreza na região, a maioria na zona rural.

Dilma defendeu os programas de transferência de renda e lembrou que foram os programas sociais os responsáveis pela expansão da classe média brasileira. "Foi com políticas sociais como estas que 40 milhões de brasileiros foram elevados à classe média nos últimos anos. Estamos no caminho certo, mostrando que a distribuição de renda é um dos motores do crescimento da economia. Distribuir renda é também uma das melhores políticas para combater a crise econômica mundial", disse.

A presidente gravou o programa de rádio antes de embarcar para Europa, onde participará de uma Cúpula Brasil-União Europeia, além de encontros bilaterais com o governo Belga em Bruxelas. Em seguida, Dilma segue para a Bulgária, onde visitará a cidade de Gabrovo, terra natal de seu pai, Pedro Rousseff. A viagem terminará na Turquia, onde a presidente terá encontros oficiais na capital, Ancara.

Fonte: Terra, www.terra.com.br