Dilma repudia 'tentativa' de vinculá-la a ato de Aloizio Mercadante

No texto, Dilma diz que deixa claro que não teve participação

Repúdio a qualquer tentativa de envolvê-la em uma "iniciativa pessoal" do ministro da Educação, Aloizio Mercadante. Esse é o teor da nota oficial divulgada pela presidente Dilma Rousseff na tarde desta terça-feira (15).

No texto, Dilma diz que deixa claro que não teve participação alguma na repudia com "veemência e indignação a tentativa de envolvimento do seu nome na iniciativa pessoal do ministro Aloizio Mercadante, no episódio relativo à divulgação, feita no dia de hoje (15), pela revista Veja".

A revista semanal divulgou em seu site uma gravação em que Mercadante conversa com José Eduardo Marzagão, assessor do senador Delcídio do Amaral (PT-MS), que ficou preso por três meses por ter tentado influenciar testemunhas na Operação Lava Jato.

O senador entregou gravações à PGR (Procuradoria-Geral da República) de conversas de um de seus assessores com o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, na qual ele tenta evitar a delação de Delcídio, oferecendo ajuda financeira e lobby junto ao STF (Supremo Tribunal Federal) para sua soltura.

Leia a íntergra da nota da Presidência da República:

"A presidenta da República, Dilma Rousseff, repudia com veemência e indignação a tentativa de envolvimento do seu nome na iniciativa pessoal do ministro Aloizio Mercadante, no episódio relativo à divulgação, feita no dia de hoje (15), pela revista Veja.

Secretaria de Imprensa

Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República"

Dilma Rousseff  (Crédito: Divulgação)
Dilma Rousseff (Crédito: Divulgação)


Fonte: G1