Dilma Rousseff fala em investimento de R$ 33 bilhões para Copa do Mundo de 2014 e prevê 330 mil empregos

Dilma Rousseff fala em investimento de R$ 33 bilhões para Copa do Mundo de 2014 e prevê 330 mil empregos

Ela reforçou o otimismo com o evento e defendeu que o país terá como retorno mais renda

Cerca de R$ 33 bilhões. Esse é o valor que o Brasil gastará em investimentos de infraestrutura para organizar a Copa do Mundo de 2014, segundo projeção feita pela presidente Dilma Rousseff. Nesta terça-feira, ela reforçou o otimismo com o evento e defendeu que o país terá como retorno mais renda, empregos e investimentos.

?A Copa não é apenas gastos. Ela contribui para nosso projeto de desenvolvimento, pois gera empregos e aumenta a renda do trabalhador?, disse Dilma. ?Organizar a Copa não é uma tarefa fácil, mas não tenho a menor dúvida que o Brasil terá êxito nesse projeto.?

De acordo com os números expostos pela presidente, as obras de infraestrutura irão custar R$ 33 bilhões, incluindo reformas e construções de aeroportos e portos, além de melhorias em transporte urbano, segurança e saúde.

Dilma ainda projetou a criação de 330 mil empregos diretos e 400 mil temporários. Sobre o turismo, sua expectativa é que 600 mil turistas passem pelo país motivados pela realização da Copa de 2014.

?Os investimentos não beneficiarão apenas o evento. O legado da Copa estará presente no cotidiano de todos os brasileiros?, prometeu a presidente brasileira, que usou a África do Sul como exemplo para argumentar que o Brasil conseguirá cumprir todos os prazos.

?Lembro que durante a Copa das Confederações de 2009, na África do Sul, todos diziam que o país não realizaria as obras necessárias a tempo, mas o Mundial lá [em 2010] foi considerado um sucesso?, completou Dilma.

Fonte: UOL