Dilma Rousseff participa pela primeira vez de programa eleitoral de Haddad na TV, em SP

Dilma Rousseff participa pela primeira vez de programa eleitoral de Haddad na TV, em SP

“Haddad é a pessoa certa para comandar a grande transformação de que São Paulo precisa"", disse a presidente

A presidente Dilma Rousseff participou pela primeira vez da campanha do PT para a Prefeitura de São Paulo nesta segunda-feira (10). Durante 30 segundos, Dilma ressaltou no programa eleitoral gratuito de TV da noite os projetos do governo federal que o petista deverá implantar caso seja eleito.

?Haddad é a pessoa certa para comandar a grande transformação de que São Paulo precisa. Juntos, podemos consolidar projetos fundamentais do governo federal, como o Pró-Infância, construindo muitas creches, o Pronatec, trazendo mais ensino técnico, ou o Minha Casa Minha Vida, criando novas moradias, e sobretudo o programa de ensino integral Mais Educação, a grande porta do futuro para nossas crianças e jovens?, afirmou.

Dilma entrou na campanha dias depois que o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso aparecer nas inserções do candidato do PSDB à Prefeitura, José Serra. Na gravação de 15 segundos, Fernando Henrique faz uma referência clara ao julgamento no Supremo Tribunal Federal (STF) ao dizer que ?a Justiça está despertando o Brasil, já condenou réus do mensalão e não poupou os poderosos?. O ex-presidente acrescenta que ?São Paulo não aceita quem é tolerante com o desvio de dinheiro público e vai votar em um administrador honesto com história limpa?.

Marta

Outro nome forte do PT, a senadora Marta Suplicy apareceu nas inserções de TV de Haddad na semana passada. No começo do ano, a senadora causou polêmica no Twitter ao afirmar que seu partido havia errado no processo eleitoral paulistano. "É preciso reconhecer que erramos. Fomos precipitados", disse. Marta foi pré-candidata no PT, mas perdeu a indicação do partido para Haddad, que era apoiado por Lula. Ela chegou a afirmar que se considerava o melhor nome para enfrentar o tucano José Serra nas urnas.

No fim de agosto, porém, após um encontro de duas horas com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Marta anunciou que entraria na campanha do petista. "Falei que estou disponível para tudo", disse a ex-prefeita, ao final do encontro.

Fonte: G1