Dilma Rousseff volta a defender a criminalização da homofobia

Criminalização da homofobia já foi defendida por Dilma ano passado

A página da presidente Dilma Rousseff no Facebook postou três mensagns pedindo a criminalização da homofobia, cujo projeto foi arquivado pelo Senado em janeiro.

"A presidenta Dilma tem compromisso com o combate a todo tipo de violência, seja contra mulheres, negros ou homossexuais", diz um dos textos publicados neste domingo, 17 de maio, Dia Internacional Contra a Homofobia.

A criminalização da homofobia foi defendida por Dilma durante a campanha pelas eleições do ano passado. Já eleita, a presidente foi cobrada por movimentos sociais e garantiu, em janeiro, que lutaria por um projeto a respeito.


Image title

Image title

Image title

Fonte: brasilpost.com