Dilma se reúne com senador que defende mínimo de R$ 560

Dilma se reúne com senador que defende mínimo de R$ 560

Paulo Paim queria acrescentar R$ 15 aos R$ 545 do projeto do governo

A presidente Dilma Rousseff se reuniu nesta quarta-feira (23), no Palácio do Planalto, com o senador Paulo Paim (PT-RS) para tratar da votação nesta tarde, no Senado, do reajuste do salário mínimo.

A reunião não estava prevista na agenda da presidente e só foi confirmada oficialmente depois que o Blog do Planalto publicou uma foto do encontro.

Segundo o site apurou, Paim afirmou a Dilma que votará pela proposta do governo de reajuste do mínimo para R$ 545.

O senador vinha defendendo uma antecipação de R$ 15 do reajuste do próximo ano, a fim de que o valor passasse dos R$ 545 do projeto do governo para os R$ 560 que reivindicam as centrais sindicais.

Na reunião com a presidente, Paim teria dito que decidiu defender o valor proposto de R$ 545 para garantir uma política de longo prazo de correção do salário mínimo. Pelo projeto do governo, a regra de reajuste valerá até 2015.

O projeto prevê o reajuste do mínimo com base na recomposição da inflação do ano anterior e na variação do Produto Interno Bruto (PIB) de dois anos antes.

No Senado, na manhã desta quarta, Paim não confirmou o teor da conversa com Dilma. Ele disse que anunciará sua posição em discurso no início da tarde no plenário do Senado.

Apesar disso, afirmou que a presidente considerava "importante" contar com o voto dele. Segundo o senador, ela demonstrou disposição em ?abrir a discussão sobre a questão das aposentadorias e do reajuste para quem ganha mais de um salário mínimo?. Paim disse ter ficado satisfeito com o gesto da presidente.

Fonte: g1, www.g1.com.br