Dilma tem mesma balança para todos os partidos, diz líder do PT

Teixeira rebate fala de líder do PR sobre desconfianças nos Transportes

O líder do PT na Câmara, Paulo Teixeira (SP), disse nesta terça-feira (19) que a presidente Dilma Rousseff é "criteriosa" em todas as decisões relacionadas ao governo e usa a "mesma balança" para todos os partidos da base aliada. A declaração de Teixeira foi dada em resposta ao líder do PR na Câmara, Lincoln Portela, que pediu que as desconfianças envolvendo o ministério dos Transportes e outros setores "não fiquem só no PR?.

saiba mais

* Desconfianças nos Transportes não podem ficar só no PR, diz líder

"Acho que a nossa relação de partidos não vai se basear na desconfiança. Então, eu espero que Dilma seja criteriosa com todos, ela é sempre criteriosa com todos e que assim continue. Eu quero rebater dizendo que Dilma tem a mesma balança para todos os partidos", disse o líder do PT.

Depois de tomar conhecimento pela imprensa da exoneração de seis integrantes do Ministério dos Transportes e do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), Portela afirmou nesta terça que a presidente Dilma Rousseff deve utilizar a ?mesma balança? para julgar o caso de outros envolvidos em denúncias de irregularidades.

?A presidente tomou iniciativas que achou prudente tomar. Só temos que tomar cuidado para que essas desconfianças não fiquem só no PR. Que seja usada a mesma balança caso haja desconfiança em outros setores, não só do PR, mas no PT e em todos os lugares que ela [Dilma] estiver com dúvidas?, disse Portela.

Perguntado se o partido estaria descontente com a manutenção no cargo do diretor de Infraestrutura do Dnit, Hideraldo Caron, ligado ao PT e que também foi alvo de denúncias, Portela disse que não falava em nomes: ?Não estamos levantando nada contra ninguém, só queremos que a mesma balança seja usada para pesar a todos.?

Teixeira não quis responder se "usar a mesma balança" seria demitir Caron.

? Não quero entrar em particularidades, ela age de maneira rigorosa com todos, resumiu o deputado petista.

Fonte: G1