Dilma: 'Todos os países do mundo enfrentam as mesmas dificuldades'

Presidente discursou em entrega de casas em Catanduva (SP).

Image title


A presidente Dilma Rousseff afirmou nesta terça-feira (25) que o Brasil vai superar "este momento de dificuldade" pelo qual passa o país.

Ela discursou em cerimônia de entrega de moradias do programa Minha Casa Minha Vida em Catanduva, no interior de São Paulo.

"Quando a gente age juntos somos capazes de realizar mais e melhor. Vamos superar este momento de dificuldades. Todos nós que somos brasileiros sabemos que temos capacidade de superar desafios de apresentar e de construir caminhos e de chegar a resultados. Quanto mais rápido fizermos isso, mais rápida será a superação das nossas dificuldades", afirmou a presidente.

Nos últimos meses, a presidente tem dito em eventos dos quais participa que o Brasil passa por momento de dificuldade na economia, que 2015 será um ano de “travessia” e que o governo tem adotado medidas para a retomada do crescimento econômico.

Mais cedo, em entrevista a rádios das cidades onde houve a entrega da unidades do Minha Casa, Minha Vida, Dilma já havia dito não ter como garantir que a situação do país em 2016 será “maravilhosa”.

Em seu discurso, de cerca de 30 minutos, Dilma também voltou a dizer que “todos os países do mundo” enfrentam as mesmas dificuldades na economia pelas quais o Brasil passa e que torce para que essas dificuldades sejam “superadas”.

Ao lado do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), ela destacou a “parceria” com ele e defendeu que os governos ajam juntos para proteger os interesses da população. Ao citar a “visão republicada” dela e do peessedebista, ela disse também que eles podem “divergir”, mas têm de atuar juntos na administração pública.

“Este empreendimento só é possível porque fizemos uma parceria. Nesta parceria, o governo federal, que é mais forte, porque representa todo o pais e arrecada impostos de todo mundo, entra com a maior parte dos recursos. Em média, as casas custam R$ 70 mil e nós entramos com algo em torno de R$ 55 mil e o governo estadual, R$ 15 mil. Além disso, a prefeitura entra com uma série de empreendimentos que garantem a sustentabilidade, ou seja, esgoto, água tratada, enfim, as condições para que as pessoas possam viver aqui”, disse.




Image title

Image title

Image title

Fonte: G1