Dilma viaja a Roma para participar da missa de posse do Papa Francisco

Presidência confirma encontro reservado da presidente com o novo Papa.

A presidente da República, Dilma Roussef, viajou na noite deste sábado (16) para Roma, onde deverá participar da missa que marcará o início do pontificado do Papa Francisco, na próxima terça-feira (19). De acordo com a assessoria de imprensa da Presidência da República, está confirmado um encontro reservado de Dilma com o Papa, mas a data e o horário ainda não foram definidos. Dilma deve retornar a Brasília depois da cerimônia de posse.

Na última quarta-feira (13), após o anúncio do nome do cardeal argentino Jorge Mario Bergoglio como novo Papa, o Secretário-Geral da Presidência, Gilberto Carvalho, informou que a presidente enviaria representantes do governo para a cerimônia de posse. No dia seguinte, o porta-voz da Presidência, Thomas Traumann, divulgou que Dilma também vai participar da missa.

Dilma embarcou no avião oficial da Presidência por volta das 22h30 de sábado na Base Aérea de Brasília. Segundo a assessoria, ela foi acompanhada de Gilberto Carvalho e dos ministros de Relações Exteriores, Antonio Patriota, da Educação, Aloizio Mercadante e de Comunicação Social, Helena Chagas. Até a publicação desta reportagem, a presidente não possuía compromissos oficiais confirmados para domingo e segunda-feira.

A previsão é que o avião da Presidência chegue à capital italiana por volta das 16h - 12h no horário de Brasília. Devido à ida para Roma, Dilma adiou viagem que faria a Salvador na segunda para conhecer as instalações da recém-inaugurada Arena Fonte Nova. O estádio baiano será utilizado na Copa das Confederações 2013 e na Copa do Mundo 2014.

Visita do Papa

A presidente divulgou nota oficial na quarta-feira para parabenizar o Papa Francisco. Ela disse que o Brasil, o maior país em número de católicos, "acompanhou com atenção o conclave e a escolha do primeiro papa latino-americano". Ela também lembrou da expectativa dos fiéis com a visita do pontífice ao Rio de Janeiro, prevista para julho.

"Esta visita, em um período tão curto após a escolha do novo pontífice, fortalece as tradições religiosas brasileiras e reforça os laços que ligam o Brasil ao Vaticano", afirmou a presidente. O Papa Francisco deverá vir ao Brasil para participar da Jornada Mundial da Juventude.

Conclave

O conclave, reunião de cardeais para a escolha do novo Papa, elegeu nesta quarta-feira (13) o cardeal Jorge Mario Bergoglio como líder da Igreja Católica, sucessor de Bento XVI, que renunciou ao seu pontificado em fevereiro. Após uma eleição histórica, ele se torna o 266º Papa da Igreja - o primeiro latino-americano e também o primeiro jesuíta.

O nome do escolhido pelos 115 cardeais foi anunciado com a tradicional fórmula latina "Habemus Papam!" ("Temos um Papa!"), pelo mais velho dos cardeais-diáconos, o francês Jean-Louis Tauran, e recebido com aplausos pelos fiéis que enfrentaram frio e chuva na Praça de São Pedro, no Vaticano.

Fonte: G1