Dilma visitará áreas atingidas por tornado em Santa Catarina, informa ministro

O tornado atingiu a região oeste do Estado e deixou dois mortos, 120 feridos e cerca de mil desabrigados.

O ministro da Integração Nacional, Gilberto Occhi, afirmou nesta quinta-feira (23), após se reunir com a presidente Dilma Rousseff no Palácio do Planalto, que ela visitará cidades de Santa Catarina atingidas por um tornado na última segunda-feira (20).

O tornado atingiu a região oeste do Estado e deixou dois mortos, 120 feridos e cerca de mil desabrigados.

De acordo com o ministro, ainda não há data para a visita, mas, segundo a assessoria da Presidência, deverá ser na próxima segunda (27) – embora a viagem ainda não esteja oficialmente confirmada.

“A presidenta está agendado uma ida [às cidades atingidas]. Nós estamos avaliando qual será a melhor data e ela já disse que irá [a SC], só não marcou o dia ainda. Estamos construindo isso ainda, construindo a agenda”, disse o ministro.

Em Santa Catarina, Dilma deverá ter reuniões com autoridades locais, sobrevoar as áreas atingidas e visitar locais onde há famílias desalojadas.

 Segundo Occhi, um levantamento deverá ser levado à presidente Dilma até esta sexta (24) para que ela possa decidir se irá a Santa Catarina e estudar qual anúncio o governo fará.

“Nós só esperamos que até amanhã [sexta] nós já tenhamos os primeiros levantamentos para que a presidente, se decidir ir, rapidamente ela possa fazer lá o anúncio daquilo que o governo federal poderá apoiar”, declarou Occhi.

De acordo com Gilberto Occhi, dois técnicos do Ministério da Integração Nacional acompanham em Santa Catarina a elaboração de um levantamento pela Defesa Civil local dos danos a imóveis públicos, necessidade de reconstrução de casas e recuperação de imóveis.

Segundo o ministro, uma das possibilidades que o governo avalia é reconstruir as residências destruídas pelo tornado por meio do programa habitacional Minha Casa, Minha Vida.  Ele disse, porém, não ter conversado sobre o assunto com o ministro das Cidades, Gilberto Kassab, responsável pelo programa.

“Está sendo feito um levantamento de todas as moradias e imóveis comerciais atingidos para que haja um levantamento da necessidade de recuperação desses imóveis ou reconstrução das moradias através do Minha Casa, Minha Vida. Estamos aguardando o material para que o Ministério da Integração possa reconhecer os danos, avaliar os valores que serão investidos para, então, a gente poder fazer o apoio do governo federal”, disse o ministro.

Na avaliação de Occhi, a situação no estado está “normalizando”, embora algumas áreas ainda estejam “completamente destruídas”. Para o ministro, ações como retomada do abastecimento de água e energia têm contribuído para a “normalização”. “Esse evento [o tornado] ele é devastador, mas está tudo se normalizando", disse.

Fonte: G1