Diretor da ANA suspeito de chefiar esquema pede demissão

Paulo Vieira é apontado pela Polícia Federal como líder de um esquema de tráfico de influência em órgãos do governo


Diretor da ANA suspeito de chefiar esquema pede demissão

Afastado da ANA (Agência Nacional de Águas) desde que a Polícia Federal deflagrou a Operação Porto Seguro, Paulo Rodrigues Vieira encaminhou hoje ao gabinete da presidente Dilma Rousseff pedido de demissão da diretoria de hidrologia do órgão. Sua exoneração deverá ser publicada amanhã no "Diário Oficial da União".

Preso no dia 23 e libertado sete dias depois, ele é apontado pela PF como líder de um esquema de tráfico de influência em órgãos do governo.

Por meio de seu advogado, Pierpaolo Bottini, Vieira afirmou que a decisão foi tomada "por motivos pessoais". Ainda segundo o defensor, ele não deverá se pronunciar sobre as acusações por ora, pois espera ter acesso ao relatórios de busca e apreensão e às oitivas de testemunhas no processo, em curso na 5ª Vara Criminal da Justiça Federal, em São Paulo.

OPERAÇÃO

A Operação Porto Seguro, deflagrada no dia 23 de novembro, investigou um esquema suspeito de tráfico de influência, corrupção e falsidade ideológica em órgãos federais.

Segundo a PF, a organização oferecia propina a funcionários para a emissão de pareceres e laudos técnicos em favor de empresas com interesse em processos em andamento no governo.

Durante as investigações, os policiais identificaram a participação de Rosemary Nóvoa Noronha, ex-chefe de gabinete da Presidência em São Paulo, com o grupo liderado por Paulo Vieira. Seu irmão, Rubens Vieira, diretor da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil), também é investigado na operação.


Diretor da ANA suspeito de chefiar esquema pede demissão

Fonte: Folha