TRE: Dois prefeitos podem ser cassados no PI

Representação foi impetrada pelo representante do Ministério Público Eleitoral na 40º zona eleitoral

Após o fim do segundo turno, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PI) prossegue hoje o julgamento dos processos que pedem a cassação de prefeitos piauienses eleitos em 2008. Serão julgados pela Corte eleitoral, o gestor municipal de Alagoinha do Piauí, Clodoaldo de Moura Rocha e o prefeito de Fronteiras, Osmar Sousa, e seu vice-prefeito, Norberto Ângelo Pereira.

Osmar Sousa e Norberto Ângelo são acusados de captação ilícita de sufrágio, ou seja, compra de votos. A representação foi impetrada pelo representante do Ministério Público Eleitoral na 40º zona eleitoral. O juiz Kássio Nunes Marques é o relator do processo. Além da cassação dos mandatos, é solicitada a aplicação de multa aos gestores.

O TRE-PI também vai julgar uma Ação de Impugnação de Mandato Eletivo (AIME) que acusa o prefeito de Alagoinha de compra de votos, abuso do poder econômico e político, conduta vedada, fraude e corrupção. Pedro Otacílio de Sousa Moura, candidato a prefeito nas eleições de 2008 na cidade, foi o autor da ação que é estendida ao vice-prefeito, Francisco João de Carvalho, e os vereadores, Maria Virlândia de Sousa e Flávio Francisco da Rocha. O juiz Kássio Nunes Marques também é o relator do caso.

Além de avaliar os casos relacionados ao último pleito municipal, o Tribunal ainda tem pela frente o julgamento dos processos relativos ao segundo turno das eleições gerais. (S.B.)

Fonte: Sávia Barreto, Jornal Meio Norte