Donald Trump sugere que atirem em Hillary caso ela seja eleita

A assessoria de Trump não se pronunciou sobre o comentário

Não há dúvidas de que Donald Trump é capaz de impropérios impensáveis a fim de se manter na mídia e insuflar os conservadores. Dessa vez, porém, o candidato à presidência dos EUA pelo partido republicano parece ter alcançado um novo patamar até mesmo para o seu padrão. Em discurso nesta terça-feira, Trump deu a entender que, caso perca a eleição, atirar em Hillary pode ser uma solução a fim de impedi-la de indicar juízes para a Suprema Corte.

Image title

“A propósito, se ela puder escolher os juízes, não há nada o que fazer, pessoal”, afirma Trump, para em seguida sugerir: “Contudo, na segunda emenda pode haver algo, não sei”, ele conclui. A segunda emenda é a que garante ao cidadão o direito ao porte de arma, usualmente justificada como um meio da população de se defender contra um eventual estado tirânico.

Ainda que possa se tratar somente de mais um comentário impensado ou mesmo uma brincadeira de mau gosto, sugerir o assassinato de um presidente é crime, envolvendo até mesmo o serviço secreto – que tem como dever defender a vida de um presidente, oferecendo para tal a própria vida se for preciso.

A assessoria de Trump não se pronunciou sobre o comentário, mas basta reparar na reação do homem de barba branca e camiseta vermelha, ao fundo à direita de Trump no vídeo para confirmar que todos imediatamente entenderam o que quis dizer a fala do candidato – assim como a gravidade de sua sugestão. Aonde a falta de escrúpulos e bom senso de Donald Trump vai parar ainda é uma incógnita. Importante é que não pare dentro da Casa Branca.

Fonte: Com informações do Hypeness