Durante homenagem na Alepi, médicos pede aprovação da PEC 454

A Alepi realizou uma sessão solene para homenagear os médicos

A Assembleia Legislativa do Piauí realizou nesta quinta-feira (16) uma sessão solene para homenagear os médicos pela passagem do seu dia que será no próximo domingo (18). O pedido foi feito pelo deputado Dr. Psessoa (PSD).

Durante discurso, representantes da categoria pediram aos parlamentares federais e estaduais piauienses que lutem em favor da aprovação pelo Congresso Nacional da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 454 que trata sobre a criação do Plano de Carreiras dos médicos no país.

O deputado Edson Ferreira (PSD) convidou para a mesa de honra os presidentes do CRM-PI (Conselho Regional de Medicina no Piauí), Emanoel Fortes, da AMB-PI (Associação Médica Brasileira no Piauí), Eliziário Cardoso, e do Sindicato dos Médicos do Piauí, Leonardo Eulálio, e o professor da Universidade Estadual do Piauí, médico Edinaldo Miranda.O deputado Dr. Pessoa disse, ao saudar os homenageados, que sua maior alegria é ser médico porque pode cuidar da vida das pessoas. Ele afirmou que a categoria quer ser mais valorizada pelos gestores públicos, bem como hospitais mais equipados, espera uma melhor aplicação dos recursos do Sistema Único de Saúde (Sus) e defende a realização de concurso para a contratação de novos profissionais para os estabelecimentos de saúde. Em seguida, o deputado Edson Ferreira (PSD), que, também, é médico, parabenizou os homenageados.

O professor Edinaldo Miranda disse que a Uespi já formou mais de 500 médicos e criticou a contratação de profissionais de outros países para trabalharem no Brasil, enquanto o presidente do Sindicato dos Médicos, Leonardo Eulálio, agradeceu a homenagem e disse que, ao invés da terceirização dos serviços, deve haver concurso para a contratação de profissionais para o setor de saúde. O médico Eliziário Cardoso declarou que “a Associação Médica Brasileira se sente honrada com esta homenagem” e pediu o apoio dos parlamentares federais e estaduais para aprovação da PEC 454 pelo Congresso Nacional, “pois só assim os médicos irão trabalhar no interior ao invés de ficarem nas grandes cidades, como ocorre atualmente, já que terão garantido o seu plano de carreira”.

O presidente do CRM-PI, Emanuel Fortes, criticou, também, a contratação de médicos de outros países. Ele defendeu ainda a aprovação da PEC 454 e a melhoria da prestação de serviços ao povo no setor de saúde. Antes do encerramento da sessão, o deputado Dr. Pessoa convidou a todos os presentes para um coquetel que seria servido no Salão Nobre Deputada Francisca Trindade

Fonte: Alepi