É preciso muita cautela com os números, diz diretor do Instituto Amostragem

É preciso muita cautela com os números, diz diretor do Instituto Amostragem

Batista Telles afirma que Wellington tem andado bastante no interior do Piauí, mas a pré-candidatura do PMDB foi lançada a menos de um mês

A possível vitória de Wellington Dias (PT) ao governo do estado nas eleições de 2014, conforme aponta a primeira pesquisa do Instituto Piauiense de Opinião Pública (IPOP ou Amostragem), protocolada no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) sob o número 00042014 foi comentada pelo diretor do Instituto Amostragem, Batista Telles, nesta segunda-feira, 29.

O estudo, encomendado pelo Sistema Integrado de Meio Norte de Comunicação, aponta que o ex-governador estaria eleito se as eleições fossem hoje. Segundo a pesquisa Wellington Dias teria 64,64% contra 19,88% de Marcelo Castro (PMDB) das intenções dos votos estimuladas.

O levantamento foi feito de 17 a 21 de janeiro e foram ouvidos 1117 eleitores distribuídos em 43 municípios do Piauí.

A pesquisa estimulada colocou vários cenários. Em todos eles, Wellington com os demais nomes, coloca uma ampla vantagem. A pesquisa apresentou nomes de três candidatos distintos para os eleitores Silvio Mendes (PSDB), Marcelo Castro (PSDB) e do Wellington Dias (PT).

A mudança no cenário, segundo o diretor, se dá com a entrada de Sílvio Mendes, ?é quando os números de Wellington caem?.

?É preciso muita cautela com os números, pois estamos a nove meses das eleições. Esses números quando são estimulados refletem muito a exposição que esses candidatos estão?, conclui Batista Telles ao afirmar que o Wellington Dias tem percorrido muito o interior do estado e que a candidatura do PMDB foi lançada a menos de um mês no estado.

Fonte: Denison Duarte