Eduardo Cunha e Cláudia Cruz gastam R$ 150 mil em Miami em 9 dias

Este é um guia para quem quer conhecer Miami

Abril começou e, oficialmente, iniciou também o segundo mês da baixa temporada, uma notícia boa para quem prefere viajar em um período mais barato.

Este é um guia para quem quer conhecer Miami como alguém que tem pelo menos cinco contas em bancos na Suíça, abastecidas com dinheiro de propina, fruto de corrupção na Petrobras.

Alguém como o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), réu na Operação Lava Jato.

Com base na denúncia enviada pelo procurador-Geral da República, Rodrigo Janot, no último dia 3 de março, ao ministro do Supremo Tribunal Federal, Teori Zavscki, este guia te dá opções de restaurantes - principalmente italianos - e lojas para repaginar o guarda-roupa à la Cunha ou à la Cláudia Cruz, esposa sempre presente nos giros do deputado pelo mundo.

Dia 1:

Nobu Restaurant Bar - Comece a viagem com uma visita a um dos melhores restaurantes japoneses de Miami. No Trip Advisor, o restaurante, dirigido pelo conceituado chef Nobu Matsuhisa, é descrito por brasileiros como chic, contemporâneo e perfeito.

Cunha Gastou: R$ 3.705 (US$ 1.041,46)

Restaurante Quattro - Um elegante restaurante italiano; assim o Quattro é apresentado aos leitores pelo blog Tudo em Miami. A autora do post diz que ficou deslumbrada com o bar no fundo: “maravilhoso”.

Cunha gastou: R$ 2.933 (US$ 824)

Dia 2:

Saks Fifth Avenue - A Saks é o verdadeiro paraíso para compras. Roupas, sapatos, maquiagens e bolsas de diversas grifes em um único lugar. Das mais tradicionais como a Prada à jovem See by Chloè.

Cunha gastou: R$ 8.284 (US$ 2.327,25)

Salvatore Ferragamo - Não quer errar? Aposte em sapatos Salvatore Ferragamo. O designer italiano foi responsável por calçar celebridades como Sophia Loren e Marilyn Monroe. Ícone da moda, ele é homenageado em museu na França com a exibição de uma coleção de mais de dez mil modelos.

Cunha gastou: R$ 13.538 (US$ 3.803,25)

Restaurante Carpaccio, Bal Harbour - Ambiente agradável, descontraído, em um belo lugar da cidade. Mais uma opção para quem gosta de restaurante italiano.

Cunha gastou: R$ 2.050 (US$ 576)

Dia 3:

Restaurante Joes Stone Crab: De acordo com o Melhores Destinos, esse "é um dos restaurantes mais tradicionais de Miami; se você gosta de frutos do mar, é muito provável que este lugar ganhe o seu coração. A casa é famosa por servir caranguejos, mas não caranguejos por inteiro e sim sua parte mais recheada: a puã”. O MD recomenda fazer reserva.

Cunha gastou: R$4.264 (US$ 1.198,02)

Dia 4:

Restaurante Il Mulino NY: Um restaurante que ostenta o título de um dos melhores italianos do mundo só pode ser repleto de comentários positivos. No Trip Advisor, é descrito como lindo, luxuoso e com comida “fantástica”.

Cunha gastou: R$ 3.463 (US$ 973,76)

Dia 5:

Restaurante Prime Italian: Mais um italiano na lista de Eduardo Cunha. Desta vez, com um toque americano. O restô é famoso pela lasanha de Kobe bife e a carta de vinhos com mais de 400 rótulos.

Cunha gastou: R$ 5.329 (US$ 1.497,46)

Dia 6:

Giorgio Armani: Outro clássico do mundo da moda, o estilista italiano Giorgio Armani é reconhecido pela alfaiataria perfeita. Ternos, calças e camisas são as principais peças de Armani.

Cunha gastou: R$ 12.570 (US$ 3.531,13)

Ermenegildo Zegna: Outro italiano bem sucedido no universo da moda. Maior marca de roupa masculina do mundo, Ermenegildo Zegna é sinônimo de luxo.

Cunha gastou: R$ 12.570 (US$ 3.531,13)

Dias 7, 8 e 9:

Hotel The Perry : Distante 1,6 km da praia, dez minutos a pé do Centro de Convenções de Miami e a cinco minutos do Clube de Golfe de Miami, o Perry não é só a boa localização. É um resort com 340 quartos, cercado por piscinas na área externa e na cobertura. Em 2013, o The Perry fechou as portas para se renovar.

Cunha gastou: R$ 82.047 (US$ 23.047,02)

Total: R$ 150 mil (US$ 42,258 mil)

*Valores considerando o dólar a R$ 3,56, cotação de 1º de abril.

Lembrando que, em 2012, quando fez essa viagem, Cunha declarou receber salário de R$ 17,8 mil. Ou seja, em nove dias, ele gastou 8,4 vezes mais do que seu rendimento mensal.

Image title

Fonte: Com informações do Brasil Post