Eduardo Cunha vai a Conselho de Ética nesta quinta para se defender

Presidente afastado da Câmara é acusado de ocultar contas

O presidente afastado da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), esteve no Conselho de Ética da Casa nesta quinta-feira (19) para fazer sua defesa.

O parlamentar é alvo de um processo por quebra de decoro por supostamente ter ocultado contas bancárias secretas no exterior e de ter mentido sobre a existência delas em depoimento à CPI da Petrobras, no ano passado. Ele nega e diz ser apenas o beneficiário de fundos geridos por trustes.

O processo no Conselho de Ética, o mais longo da história da Câmara, poderá resultar até na cassação do seu mandato parlamentar. O relator, deputado Marcos Rogério (DEM-RO), terá até dez dias úteis para apresentar o seu parecer final. No entanto, ele já anunciou que pretende antecipar a entrega do relatório até o final de maio.

Cunha teve o seu mandato suspenso e, consequentemente, acabou afastado da presidência da Câmara, por uma decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) sob a acusação de que estaria usando o cargo para atrapalhar o andamento dos trabalhos no Conselho de Ética e interferir nas investigações da Operação Lava Jato, na qual o deputado é réu em uma ação e investigado em vários procedimentos.

Eduardo Cunha
Eduardo Cunha
Fonte: Com informações do G1