Marina Silva cita abuso do caixa 2 nas eleições de 2014

Presidenciável prometeu construir 1,5 milhão de painéis solares

A candidata da Rede ao Palácio do Planalto, Marina Silva, afirmou nesta quinta-feira (13), em entrevista ao G1 e à rádio CBN, que "as eleições de 2014 foram uma fraude de partidos que abusaram do caixa 2 e usaram violência política". Marina foi derrotada na última eleição presidencial, terminando a corrida eleitoral na terceira colocação, atrás de Dilma Rousseff (PT) – que acabou reeleita – e de Aécio Néves (PSDB).

Segundo a presidenciável da Rede, o acirramento deflagrado na última eleição desencadeou uma onda de violência na política, que teve como desdobramento o assassinato da vereadora Marielle Franco (PSOL), dois atentados contra apoiadores do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a agressão à faca contra o presidenciável do PSL, Jair Bolsonaro.

"As eleições de 2014 foram uma fraude de partidos que abusaram do caixa 2 e usaram violência política. A violência que começou com palavras, a consequência é a evolução disso. É transformar isso em ato, em eliminação do adversário", declarou a candidata da Rede.

"O Brasil precisa sair desse ciclo perverso de polarização. Do discurso fácil, da mentira e da inquisição", complementou.

Marina Silva (Crédito: Reprodução/Marcelo Brandt/G1 )
Marina Silva (Crédito: Reprodução/Marcelo Brandt/G1 )

Energia limpa

Em outro trecho da entrevista, Marina Silva afirmou que, se eleita, vai incentivar e subsidiar alternativas de energia limpa. Ela prometeu construir 1,5 milhão de painéis solares e criar fazendas de energia eólica na região do semiárido.

Marina ressaltou que, na avaliação dela, o projeto de subsídio para fabricação dos painéis solares para instalação nos telhados das residências para aproveitar o potencial solar do país irá auxiliar na geração de empregos, especialmente, para jovens.

Fonte: Com informações do G1
logomarca do portal meionorte..com