Eleitor é morto a tiros em seção eleitoral

Crime aconteceu dentro de uma escola municipal de Mossoró, no RN. Mesários que viram o homicídio desistiram de trabalhar após o crime.

O eleitor Robson Diego de Moura Soares, de 20 anos, morto a tiros na manhã deste domingo (26) dentro da Escola Municipal Professora Celina Guimarães, em Mossoró, teria tentado se esconder em uma seção eleitoral. A informação é do advogado Kennedy Diógenes, que estava na escola no momento do crime. De acordo com ele, dois mesários que também presenciaram o crime desistiram de trabalhar após o assassinato. O local é um dos que receberam reforço do Exército para a segurança nas eleições no município.

Ao portal, a testemunha relatou que o rapaz estava na fila da seção quando um homem apareceu e efetuou o primeiro disparo. "Assim que tomou o primeiro tiro, o rapaz correu e tentou se esconder dentro da sala onde funcionava a seção 264. O criminoso o alcançou e terminou a execução já na entrada da seção", afirmou.

Segundo o advogado, a seção tem 399 eleitores, dos quais apenas 83 haviam votado quando houve a suspensão. "Eles tiveram que fechar a sala e aguardar a retirada do corpo. Todo o material e urna eletrônica foram realocados em uma outra sala", acrescentou Kennedy.

Ainda de acordo com advogado, a presidente da seção 264 e um mesário alegaram não ter mais condições para trabalhar e tiveram que ser substituídos. "Um mesário assumiu como presidente e outras duas pessoas foram convocadas para compor a mesa", contou.

Por meio de sua assessoria de comunicação, o TRE-RN afirmou que o crime não teve motivação ligada ao pleito deste domingo. A Polícia Civil de Mossoró vai investigar o crime.

"O que sabemos é que membros de um grupo de gangues se encontrou aqui dentro da escola e se estranharam. Na troca de tiros, o rapaz foi baleado", disse o sargento Alfredo Carneiro, do 2º Batalhão da PM. A polícia não confirmou se Robson fazia parte de um dos grupos rivais.



Fonte: G1