Eleitores de 10 municípios voltam às urnas para eleger prefeitos

Eleitores de 10 municípios voltam às urnas para eleger prefeitos

Os pleitos de 2012 para prefeito foram anuladas nessas cidades.

Mais de 163 mil eleitores de 10 cidades de seis Estados do País voltarão às urnas para eleger prefeitos e vice-prefeitos em novas eleições neste domingo. Trinta e dois candidatos disputarão o comando das prefeituras das cidades de Tarrafas, no Ceará; Pires do Rio, em Goiás; Água Boa, Montezuma, Mathias Lobato e Santa Helena de Minas, em Minas Gerais; Água Azul do Norte, no Pará; Colinas, no Rio Grande do Sul; e Descalvado e Santana do Parnaíba, em São Paulo.

As eleições em Lajes Pintadas, no Rio Grande do Norte, e em Palestina, em Alagoas, também previstas para ocorrer no dia 1º de dezembro, foram suspensas por decisão liminar do ministro Gilmar Mendes e Luciana Lóssio, respectivamente.

Em todas as cidades em que as novas eleições serão realizadas, os pleitos de 2012 para prefeito foram anuladas pela Justiça Eleitoral porque o candidato que recebeu mais de 50% dos votos válidos teve o registro de candidatura indeferido ou o mandato cassado.

Ceará

Em Tarrafas, os 7,4 mil eleitores terão de decidir entre os candidatos Claudio Alves Palácio (PSD) e José Alcântara de Araújo Neto (PT). O pleito foi marcado pelo TRE-CE porque os mandatos da atual prefeita, Lucineide Batista, e do vice-prefeito, Francisco Alves, foram cassados após denúncia de compra de votos e abuso de poder econômico nas eleições de 2012.

Goiás

Em Pires do Rio disputam a eleição Julio Cesar da Silva Carneiro (PMDB), Maria Aparecida Marasco Tomazini (PSDB), Rondon Solano Souza Braga (PDT) e Ruimar de Almeida (PSD).

A eleição na cidade acontecerá porque o TRE-GO manteve a cassação dos diplomas do prefeito, Luis Eduardo Pitaluga, e de seu vice, José Antônio da Silva, por abuso de poder e de autoridade e compra de votos. Mais de 22 mil eleitores voltarão às urnas no domingo.

Minas Gerais

Em Água Boa, Laerth Vieira Filho (PSB), disputará a eleição com Verdy de Araújo Lima (PMDB). O pleito na cidade foi marcada por conta da cassação do prefeito Elimárcius Lacerda da Costa e de seu vice, Jairo Martins, por abuso de poder econômico e compra de votos, em 20 de junho. Eles foram eleitos em 2012 com mais de metade dos votos válidos.

Também haverá novo pleito em Montezuma. Os 5 mil eleitores da cidade terão de escolher entre os candidatos Fabiano Costa Soares (Psol) e Marcelo Cordeiro de Sá (DEM). A nova eleição ocorre porque o TRE-MG manteve sentença de primeira instância que cassou, por compra de votos e conduta vedada a agente público, o prefeito e o vice eleitos da cidade, Erival José Martins e Maristane Vieira de Sá. Nas eleições de 2012, eles obtiveram 50,92% dos votos válidos.

Em Mathias Lobato, também disputam a eleição Flávio Gomes Chaves (PTC), Luzinaldo Guimarães Monte Alto (PHS) e Valdir Batista Gonçalves (DEM). A cidade terá nova eleição porque a prefeita eleita, Karla Pessamilio de Souza Lopes (PSC), teve o registro indeferido pelo TRE-MG por dupla filiação partidária na época em que se candidatou.

Em Santa Helena de Minas, os 4,6 mil eleitores voltarão às urnas para decidir entre dois candidatos para assumir a Prefeitura: Artur Rodrigues da Silva (PMDB) e Davi Souza Gomes (PV). A nova eleição será realizada porque o prefeito e o vice, Aldenes Franco e Raul Rodrigues Salomão Neto, eleitos no ano passado com 50,96% dos votos válidos, tiveram seus mandatos cassados pelo tribunal mineiro por prática de conduta vedada a agente público.

Pará

Em Água Azul do Norte disputam a eleição Arismar Candido Pereira (PMDB), Cátia Patrícia Ferreira (PSB), Deusmir Luiz Gonçalves (PT) e Lucinei Torres Freitas (PCdoB). O TRE-PA marcou o novo pleito porque o candidato que recebeu mais de 50% dos votos em 2012, José Lourenço de Oliveira Amaral, teve o registro de candidatura indeferido, sendo, consequentemente, os votos recebidos por ele anulados. O registro do prefeito eleito foi negado por ele ter sido demitido do serviço público, o que inviabilizou sua candidatura.

Rio Grande do Sul

Os mais de 2,3 mil eleitores do município gaúcho de Colinas voltarão às urnas após a decisão do TRE-RS, que confirmou a cassação dos mandatos do prefeito, Gilberto Keller, e do seu vice, por compra de votos, abuso de poder político e condutas vedadas a agentes públicos em campanha. O prefeito foi, ainda, declarado inelegível por oito anos. Irineu Horst (PMDB) é o único candidato à prefeitura da cidade.

São Paulo

Cinco candidatos concorrem à prefeitura de Descalvado: Ana Paula Peripato Guerra (PT), Henrique Fernando do Nascimento (PMDB), José Augusto Cavalcante Navas (PTB), Luiz Antonio do Pinho (DEM) e Luiz Carlos Rosa Vianna (PPS). A nova eleição ocorrerá na cidade porque a eleição de outubro de 2012 foi anulada, já que o candidato mais votado, José Carlos Calza, teve seu registro negado pelo TRE-SP com base na Lei da Ficha Limpa. A decisão do tribunal paulista foi motivada pelo fato de Calza ter tido suas contas rejeitadas pelo Tribunal de Contas e pela Câmara Municipal quando foi prefeito entre 2004 e 2008. Em 2012, ele obteve 53,10% dos votos válidos.

Em Santana de Parnaíba Elvis Leonardo Cezar (PSDB), Helson Nunes de Almeida (PMN), João Carlos Pinto (PT), Magno Eiji Mori (PSB), Ronaldo Fabiano Santos Almança Marini (Psol) e Silvio Roberto Cavalcanti Peccioli (DEM) disputarão a prefeitura da cidade. O pleito de 2012 foi anulado porque Antonio da Rocha Marmo Cezar, o candidato mais votado com 51,62% dos votos válidos, teve seu registro de candidatura indeferido com base na Lei da Ficha Limpa. Isso porque ele teve suas contas rejeitadas quando ainda era presidente da Câmara Municipal da cidade, em 2000.

Novas eleições em 2013

Ao todo, 65 cidades de 19 Estados já realizaram novas eleições para prefeito e vice-prefeito desde o início do ano. A maior parte dessas cidades está em São Paulo e no Rio Grande do Sul, Estados que realizaram 11 eleições cada um até o momento. Outras novas eleições ainda poderão ser convocadas pela Justiça Eleitoral.

Fonte: Terra