Eleitores de Prata do Piauí voltam às urnas hoje; confira

Eleitores de Prata do Piauí voltam às urnas hoje; confira

O prefeito Ludma Pereira da Silva, eleito em 2008, foi afastado do cargo pela Justiça Eleitoral em setembro.

Os eleitores do município de Prata do Piauí irão às urnas neste domingo para escolher o novo prefeito em eleição suplementar. O prefeito Ludma Pereira da Silva, eleito em 2008, foi afastado do cargo pela Justiça Eleitoral em setembro.

Ele foi acusado de compra de votos e abuso de poder econômico, ao utilizar um caminhão para transportar material de construção, legumes e produtos hortifrutigranjeiros para eleitores em troca de votos. Na eleição que acontece hoje concorrerão José Bezerra de Moura, do PSDB, e Fransuélio Melão da Silva, do PMDB.

Estão aptos a votar 3.153 eleitores em 16 urnas disponibilizadas em 10 seções. Dois técnicos da Secretaria de Tecnologia e Informação do TRE- PI foram deslocados para dar suporte aos trabalhos. Prata do Piauí fica a 165 km de Teresina e é termo judicial de São Félix do Piauí.

O Tribunal já soma 56 cassações de prefeitos desde as eleições de 2008. Desse total, 27 estão fora do cargo, sendo 20 por causa de eleições suplementares já realizadas; em cinco municípios assumiu o segundo colocado (José de Freitas, Angical, Pau D’arco, Santa Cruz do Piauí e Barreiras do Piauí) e dois municípios estão sendo dirigidos pelo presidente da Câmara: Caracol e Prata do Piauí.

As cassações de prefeitos piauienses realizadas até o dia 19 de dezembro na Justiça Eleitoral resultarão em eleições diretas, ou seja, os gestores serão escolhidos pelos eleitores, exceto em casos onde a Lei Orgânica do município determinar pleito indireto. Já a partir de 2012, as eleições terão que ser indiretas, obedecendo à Legislação Eleitoral.

A Justiça Eleitoral do Piauí já gastou R$ 195.577,18 com as eleições suplementares, totalizando uma média de R$ 9.778,50 por cada pleito extemporâneo.

Fonte: Sávia Barreto, Jornal Meio Norte