Em discurso, Dilma Rousseff agradece aos ""três porquinhos""

Em discurso, Dilma Rousseff agradece aos ""três porquinhos""

Dilma Rousseff afirmou que o PT está maduro e pronto para governar para a situação e oposição

A presidente eleita Dilma Rousseff (PT) fez um breve discurso no diretório nacional do Partido dos Trabalhadores nesta sexta-feira, em Brasília. Ao lado de José Eduardo Dutra, da equipe de transição do governo, ela falou por aproximadamente 18 minutos e não entrou em detalhes a respeito de seus planos de governo para os próximos quatro anos.

"Temos a responsabilidade de transformar esse País numa referência histórica, numa das maiores democracia do Ocidente. Teremos uma justiça social que prima pela erradicação da miséria", disse a presidente.

Dilma Rousseff afirmou que o PT está maduro e pronto para governar para a situação e oposição. "Vou enfatizar a importância das alianças políticas, algo que fizemos de forma madura, com capacidade de conviver com a diferença, de entender que é possível ter posicionamentos diferenciados sobre algumas questões e construir o consenso político que vai mudar o nosso País. O PT foi aprendendo e teve maturidade para entender que o país era complexo, que tinha que se coligar, fazer aliança. Numa democracia, é assim que se deve governar."

Sobre a responsabilidade de suceder o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que acumula recordes de aprovação popular, Dilma falou que o importante é não se repetir. "Minha vantagem, quando olho para 2002, é que temos uma herança bendita. Essa herança nos coloca um desafio: nossas conquistas não podem se repetir, sob pena de não honrarmos o que construímos. Isso nos coloca a imposição de ir em frente, de aprofundar o que conquistamos. Esse projeto começou com Lula e teve toda uma experiência pessoal dele como líder sindical."

Os três porquinhos

O discurso de Dilma foi marcado por momentos de emoção e descontração. Ao se referir à ausência do ex-ministro da Fazenda Antonio Palocci, que deve ocupar um cargo importante no seu governo, a presidente disse que ele é um dos "três porquinhos", sendo os outros dois José Eduardo Dutra e José Eduardo Cardozo, deputado federal pelo PT. "Os 3 porquinhos foram muito bem sucedidos na coordenação da minha campanha. Encontrei neles companheiros de todas as horas. Sem abrir mão da importância de outras lideranças aqui presentes, quero dirigi a eles meu agradecimento especial."

Comovida, a presidente falava sobre a solidariedade recebida por militantes do PT em diversos locais do Brasil e teve que parar para beber água e conter as lágrimas. "Eu vi o PT vivo e atuante de Norte a Sul, Leste a Oeste. É para esse partido que eu apresento o meu reconhecimento, a minha gratidão e a certeza que eu dependo desse partido para bem governar o País. Dependo do esforço e da solidariedade de vocês, e da maturidade política para compreender os diversos desafios políticos", afirmou.

Dilma Rousseff encerrou o discurso homenageando a perseverança do presidente Lula, que foi eleito após três tentativas frustradas, pedindo que os petistas que não se elegeram não desistam. "Nós temos uma herança e a trajetória de que é preciso não desistir. Nós estamos iniciando uma nova etapa e outras etapas ainda virão. Nós, mulheres, chegamos aqui. Eu acho que eu represento a luta de cada uma das militantes aqui presentes. Todas nós representamos milhões de mulheres brasileiras que progressivamente colocarão sua cara, brigando por um Brasil melhor."

Fonte: Terra, www.terra.com.br