Eleições: "Teresina precisa crescer junto com país", diz Wellington Dias

Eleições: "Teresina precisa crescer junto com país", diz Wellington Dias

Wellington deixou claro que seus adversários são contra as medidas assistencialistas do governo petista.

Em entrevista ao programa Agora, o candidato à PMT Wellington Dias apresentou propostas e respondeu aos críticos, sob mediação do jornalista Silas Freire.

Projeto de governo

No início da entrevista, Wellington diz não ter um projeto pessoal ou empresarial, mas sim projeto para a cidade de Teresina. Para ele, seu projeto de governo é o mesmo projeto do governo Lula/Dilma. Na visão de Dias, Teresina precisa crescer junto com o país.

Wellington deixou claro que seus adversários são contra as medidas assistencialistas do governo petista.



Educação

Wellington diz que vai proporcionar creches para a população. Além de escolas em tempo integral, com quadras cobertas, porque, de acordo com o candidato, ?Teresina é uma cidade que ou faz sol demais ou chove demais?.

Ressaltou ainda que o IDEB municipal caiu, ao tempo que o estadual cresceu. Wellington diz querer que a educação de Teresina acompanhe o crescimento do dado estadual.

Obras

Em respostas aos críticos, Wellington diz ter entregue mais de 109 mil casas populares e 38 escolas no período que governou o Estado.

Ao ser questionado sobre a paralização das obras do Centro de Convenções, o candidato culpou os viabilizadores de crédito.

Ainda falando sobre o assunto, Dias questionou que obras realizadas de 2003 para cá não possuem ?dedo? do governo petista.

Prometeu ir além do que tem sido feito nas últimas gestões da prefeitura, investindo em galerias, melhores calçamentos, etc.



Transporte e trânsito

Prometeu viabilizar um novo metrô com mais 3 braços, ao custo de 80 centavos, ciclovias e novas pavimentações. Também ressaltou a importância de uma passagem de ônibus mais barata aos domingos e feriados, ao custo de R$ 1 para o trabalhador e R$ 0,50 para o estudante.

Saúde

Em seu possível governo, Wellington quer descongestionar o HUT com mais profissionais e com a criação de centros específicos para mulheres e dependentes químicos. Para ele, é necessário um hospital para cada 2.400 habitantes.

Críticas

Ao ser questionado sobre as obras de seu governo, Wellington rebateu: ?não penso em obras, mas sim nas pessoas que vivem em Teresina?. ?Às vezes as obras funcionam apenas como migalhas para a população. As pessoas tem que comer!?, disse o candidato.

Quando questionado sobre seu vice, Dias respondeu com questionamentos a respeito do vice de Firmino Filho, Ronney Lustosa, que era próximo ao ex-senador Heráclito Fortes.

?O preconceito que existe sobre a pessoa do Magalhães é o mesmo que existia em cima do presidente Lula. Assim como Lula, Magalhães era um homem simples, cortador de pano?, declarou.



Plano de campanha

Citando o caso do catador de caranguejo Edilson, Wellington diz que busca valorizar pessoas batalhadoras.

?Nossa campanha foi simples, mas andei muito, valorizando o corpo-a-corpo com as pessoas?, declarou.

?Meu plano de campanha é o mesmo do atual Governo Federal. Ofereço minha experiência à população?, finalizou.

Resultado

?Estou preparado para qualquer resultado?, adiantou o candidato. Mas também disse não confiar nas pesquisas, mas sim no resultado das urnas.

Sobre o segundo turno, o candidato não quis adiantar alianças.

Fonte: Lucrécio Arrais