Em Portugal, brasileiros votam na Universidade de Lisboa

Em Portugal, brasileiros votam na Universidade de Lisboa

Brasileira que vive em Portugal foi votar

A votação dos brasileiros em Portugal teve início às 8h e segue até as 17h e acontece pela primeira vez na Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa. Até então, ocorria na sede da Embaixa do Brasil. A mudança fez com que alguns eleitores chegassem atrasados. ?Aqui está melhor, tem mais salas para votar. Está mais rápido para resolver?, diz o construtor Angelino Carlos Rodrigues, de 46 anos, nascido em Rondônia.

Além de que está apto a votar ? pois transferiu o título para Portugal ? estão procurando a faculdade os cidadãos que querem justificar o voto, embora não seja necessário. O formulário de justificativa pode ser baixado no site do TRE do Distrito Federal e, depois de preenchido, deve ser enviado pelo correio para o cartório eleitoral da cidade onde foi emitido o título.

?Transferi meu título, mas alguma coisa deu errada. Tentei pela internet, mas não sabia qual formulário era?, diz a baiana Neuza Martins, de 45 anos, trabalhadora de armazém. ?Se soubesse, não tinha gasto tempo e dinheiro para vir até aqui?, diz a paranaense Rosângela Jerónimo, de 35 anos, cabeleleireira.

?Ainda não se se vou ficar. Se sim, aí tiro o título?, diz a mineira Alcione Aparecida de Freitas, de 30 anos, empregada doméstica, outra a sair com o formulário que está sendo distribuído.

Por volta das 12h30 ? na metade do período de votação ? pouco mais de 1/5 (ou 21%) dos eleitores cadastrados em Lisboa haviam comparecido.

A capital portuguesa tem 12.360 votantes aptos.

A porcentagem é semelhante à registrada no primeiro turno no mesmo horário. Em 3 de outubro, a participação ao final do dia ficou em pouco mais de um terço. Ou seja, uma abstenção de mais de 60% ? acima do que, segundo o cônsul-geral do Brasil em Lisboa, Renan Paes Barreto ? ocorreu em anos anteriores, quando ficou na casa de 50%.

Fonte: g1, www.g1.com.br