Em telefonema a Dilma, Chávez confirma visita ao Brasil

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, virá ao Brasil em visita oficial no dia 6 de junho

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, virá ao Brasil em visita oficial no dia 6 de junho. A data foi definida nesta terça-feira, em uma conversa por telefone entre Chávez e a presidente Dilma Rousseff, no fim da manhã. De acordo com assessores, a iniciativa do telefonema foi do venezuelano.

Apenas no ano passado, a relação comercial entre Brasil e Venezuela envolveu US$ 4,6 bilhões. Em geral, o Brasil exporta para a Venezuela alimentos, frango desossado e carne bovina, enquanto os venezuelanos vendem para os brasileiros, essencialmente, petróleo e derivados.

No começo do mês, Chávez havia marcado viagens ao Brasil, Equador e a Cuba. Mas, segundo ele, por recomendação médica, adiou as visitas para ficar de repouso por causa de uma inflamação no joelho esquerdo. A viagem de Chávez ao Brasil estava marcada para o último dia 10, mesmo dia que o Instituto Internacional de Estudos Estratégicos (IISS, na sigla em inglês) divulgou relatório denunciando que o presidente da Venezuela havia prometido enviar, em 2007, US$ 300 milhões às Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc). A informação foi negada pelas autoridades venezuelanas.

Porém, o tema foi assunto de reunião entre os chanceleres Antonio Patriota, do Brasil, e Nicolás Maduro, da Venezuela, no último dia 10. Os dois ministros se reuniram no Palácio do Itamaraty. Patriota minimizou a conclusão do relatório e afirmou que o importante é o avanço das relações entre Venezuela e Colômbia.

De acordo com o IISS, com base no material apreendido com o ex-líder das Farc Raúl Reyes, o presidente do Equador, Rafael Correa, recebeu dinheiro da guerrilha durante a campanha eleitoral de 2006.

Fonte: Terra, www.terra.com.br