Embaixada alemã quer promover Piauí

O governador informou ao embaixador que, momentos antes daquele encontro na sede da representação diplomática do Brasil

O governador Wellington Dias desembarcou na Alemanha para uma série de compromissos oficiais naquele país. Ao final do dia, ele e sua comitiva foram recebidos em audiência pelo embaixador do Brasil, Everton Vieira Vargas, na sala de reuniões da embaixada, em Berlim. Demonstrando grande disposição em promover o Piauí junto ao mundo de negócios germânico, o diplomata comprometeu-se com o governador de organizar uma série de eventos no Brasil e na própria Alemanha que possam divulgar as oportunidades do Estado, sobretudo, no setor de logística e negócios com micros e médias empresas que representam cerca de 80% da riqueza alemã, segundo informação do próprio embaixador.

O governador informou ao embaixador que, momentos antes daquele encontro na sede da representação diplomática do Brasil, o gerente de projetos estratégicos Jorge Lopes, acompanhado de Uwe Weibrecht, presidente da ProBrasil ? associação parceira do Estado piauiense, havia estado na Confederação Nacional das Indústrias Alemãs (BDI), em Berlim, acertando a presença piauiense no Encontro Econômico Brasil/Alemanha que acontece nos dois países com alternância anual e, em 2010, será realizado em Munique, capital do estado alemão da Baviera. A entidade germânica concordou com a idéia de Teresina sediar a versão brasileira do evento em 2011, reunindo os maiores empresários de todos os setores do comércio, indústria e serviços das duas nações. Vieira Vargas informou que vai manter contatos com a administração do BDI para endossar a proposição que deve ser fechada amanhã durante encontro de Wellington Dias com diretores da confederação alemã em Berlim.



Informado sobre o volume de obras a serem executadas no setor de transportes no Piauí, Vieira Vargas prontificou-se a intermediar contato com companhias alemãs especializadas no setor de logística, consideradas as melhores do mundo neste segmento. Uma dessas empresas a serem contatadas, por exemplo, é responsável pelo planejamento e gerenciamento do aeroporto de Frankfurt, o segundo maior da Europa que emprega mais de 25 mil trabalhadores. ?Essa firma já trabalha na administração e organização de portos, aeroportos, terminais rodoviários e ferroviários em vários países e, neste momento que o Brasil se apresenta como uma das melhores alternativas de investimento, ela tem interesse de fincar sua bandeira em território nacional e o Piauí vai apresentar seu portfólio de obras no setor de transportes?, disse Wellington Dias para o embaixador que se mostrou bastante entusiasmado com o direcionamento apontado.

Outra alternativa sugerida por Vieira Vargas inclui contatos a serem mantidos com a GTZ (Deutsche Gesselschaft für Technische Zusammenarbeit), a Cooperação Técnica Alemã, empresa pública de direito privado especializada no gerenciamento de projetos de cooperação técnica. A proposta consiste na inclusão de projetos sociais ligados à atividade turística no litoral piauiense e na região do semiárido, considerando que a GTZ já contabiliza uma notável experiência no fortalecimento de iniciativas por tempo limitado, até que os beneficiados obtenham uma situação que lhes permitam dispensar recursos externos.? A GTZ já trabalha em projetos no Piauí e, no decorrer dos contatos que serão feitos, vai ampliar substancialmente sua atuação no Estado?, comentou o secretário de turismo, Sílvio Leite.

Fonte: CCOM, www.pi.gov.br