Empresários espanhóis estudam fazer investimento no Piauí

Empresários espanhóis estudam fazer investimento no Piauí

O principal setor de interesse para os investidores espanhóis é o setor agrícola

Representantes do Governo do Estado estiveram reunidos, nessa quinta-feira (24), na Federação das Indústrias do Piauí (Fiepi), com um grupo de empresários espanhóis que estão no Piauí para viabilizar parcerias com o Estado. Por indicação do governador Wilson Martins, o vice-governador Zé Filho assumiu o papel de interlocutor entre os investidores e o Estado.

O principal setor de interesse para os investidores espanhóis é o setor agrícola. Hoje, o Piauí tem como principal atrativo terras disponíveis para cultivo, por ser o terceiro maior Estado do Nordeste, com 80% de áreas livres e férteis para plantação.

O empresário espanhol Pablo Holmberg afirmou ter real interesse em investir no Estado. ?Nós estamos preparados para investir R$ 100 milhões no Piauí, e precisamos de uma posição sobre nossa atuação e a disponibilidade de terras certificadas?, afirmou.

Em seguida, o grupo se reuniu com o diretor geral do Instituto de Terras do Piauí (Interpi), Tadeu Maia, que apresentou o mapa de terras com cerca de 30 mil hectares livres e ofereceu mecanismos legais para que os empresários possam adquirir terras com segurança, no Estado, desde que seja para investimentos na produção de grãos e manufatura.

Presidida pelo vice-presidente da Fiepi, Felix Raposo, a reunião contou com a participação do secretário do Desenvolvimento Rural, Rubem Martins, o secretário de Desenvolvimento Econômico e Tecnológico, Warton Santos, o presidente da Emgerpi, Gilberto Pereira, a superintendente de Projetos, Lucile Moura, representantes da Secretaria da Saúde e os espanhóis Pablo Holmberg, Roman Oria, Jose Miguel Salinas, Arthur Magalhães, Fernando Cayssials e Ivan Gancedo.

Fonte: CCOM