Equipe médica responsável por tratamento resolve adiar alta de Lula para esta quarta

Equipe médica responsável por tratamento resolve adiar alta de Lula para esta quarta

O ex-presidente está no quarto 1107, o mesmo em que o ex-vice-presidente José Alencar

A equipe médica responsável pelo tratamento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pediu a ele para permanecer por mais um dia no hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, onde cumpre a segunda etapa da quimioterapia contra um câncer na laringe. Ele se internou na segunda (21).

A previsão inicial era que ele tivesse alta nesta terça. Mas, de acordo com a assessoria do hospital, os médicos argumentaram que, como Lula mora em São Bernardo, distante do hospital, na região da Avenida Paulista, é conveniente a permanência para que tenha um acompanhento médico dos efeitos do tratamento.

A assessoria informou que, em princípio, o ex-presidente pretendia deixar o hospital nesta terça, mas "está disposto" a aceitar a sugestão dos médicos.

De acordo com a assessoria, Lula dormiu bem de segunda para terça. Pela manhã, ele se alimentou e leu jornais.

O ex-presidente está no quarto 1107, o mesmo em que o ex-vice-presidente José Alencar, que morreu de câncer em março, ficou internado.

Segundo afirmou o médico do ex-presidente Roberto Kalil Filho no programa "Bem Estar" da Rede Globo nesta terça, Lula fará a próxima etapa de quimioterapia em dezembro e está respondendo bem ao tratamento.

Nesta segunda, Lula recebeu as visitas do ministro Gilberto Carvalho (Secretaria-Geral da Presidência), de Paulo Okamoto (atual diretor do Insituto Lula), do ex-ministro Antonio Palocci e do empresário Josué Alencar, filho de José Alencar.

Na saída, Carvalho falou sobre o bom humor do ex-presidente. "Ele está inteiro, confiante, doido para voltar aos comícios", disse.

Fonte: G1