Chico Antônio declara que continua à frente da Prefeitura

Chico Antônio declara que continua à frente da Prefeitura

O petista foi cassado pelo crime de abuso de poder político e econômico

O prefeito do município de Esperantina, Chico Antônio (PT), disse ontem que continua à frente da Prefeitura até que todos os recursos sejam julgados pela Justiça Eleitoral. O petista contestou a decisão do Tribunal Regional Eleitoral do Piauí (TER-PI) que determinou sua cassação e a realização de nova eleição em Esperantina.

Para ele, o entendimento da Corte leva crer que nenhum secretário poderá ser candidato a cargo público porque terá sua candidatura ligada às realizações do governo, como entendeu no seu caso o TRE-PI. ?Isso caberia até para a presidente Dilma, que foi ministra da Casa Civil antes de ser eleita?, declarou.

O petista foi cassado pelo crime de abuso de poder político e econômico durante a eleição municipal de 2008. A Justiça entendeu que o Chico Antônio havia sido favorecido com a realização de obras do Governo Estadual em Esperantina durante as enchentes dos anos de 2007 e 2008. Na época, ele exercia o cargo de Chefe de Gabinete do ex-governador Wellington Dias (PT).

Chico Antônio afirmou que as 16 testemunhas apresentadas no caso não possuíam argumentos suficientes para a sua condenação. ?Todos os depoimentos apresentados se basearam no ouvi falar. Não apresentavam informações contundentes. Vou esperar os recursos, caso sejam favoráveis irei continuar no cargo?, afirmou.

O prefeito cassado negou que irá deixar a política devido a cassação. Chico Antônio explica que essa seria uma decisão precipitada. O Partido dos Trabalhadores também irá recorrer da decisão da Justiça. O presidente da sigla Fábio Novo declara que o partido contesta as acusações de favorecimento de Chico Antônio pelo ex-governador petista.

Fonte: Lídia Brito