Esta eleição vai ser pacífica, diz Átila Lira

Esta eleição vai ser pacífica, diz Átila Lira

A afirmação se deu em explicação do abraço entre Wellington Dias e Marcelo Casto

O secretário estadual de Educação, Átila Lira, foi entrevistado no quadro ?Os bastidores da política? do Jornal Agora, nesta sexta-feira, 31. Empolgado, ele chamou de ?momento maior? o instante atual em que o piauiense comemora o reajuste salarial para os professores da rede.

?Em outubro de 2013, o governador disse às regionais de Educação e sindicatos que, em janeiro, qualquer que fosse o reajuste salarial o estado adotaria imediatamente. Nós já vamos ter o salário de janeiro com o novo piso salarial, portanto, para fevereiro, os contracheques já foram elaborados com o reajuste, conforme a nova Lei que estabelece em 8,33%?, afirmou o secretário.

Ele reconhece o cenário de dificuldades que se instalou desde o início da gestão de Wilson Martins (PSB). ?Desde o início do governo nós tivemos muita dificuldade em cumprir a Lei. Tivemos greve, mas estamos completando a administração do governador com avanços substanciais, sobretudo na questão dos professores.?

Questionado acerca de um déficit de cinco mil professores na Rede Estadual de Ensino, Átila Lira afirmou que o governo já prepara um novo concurso público. ?Faremos novo concurso público e a revisão do plano de carreira. Eu quero tranquilizar a todos, dizendo que o governo do estado já tem contratado cinco mil professores substitutos do ano passado, pois o governador prorrogou todos os contratos. Não há falta de professores, o que nós temos é adequação de lotação em caso de escolas que tem mais ou menos matrículas, aí, faz-se o remanejo?.



Uma revisão orçamentária, segundo o secretário, está prevista ainda para 2014 com o dinheiro que poderá vir do petróleo para 30% gastos com a Educação. ?Saímos dos 27% para 30% melhorando salário e formação de professor, além das instalações físicas, que são antigas e precárias?.

Encerrando a entrevista, Átila Lira, assegura que a história de que Silvio Mendes poderá ser o candidato ao governo do estado não procede. ?Nós já estamos todos encaminhados. Nós fizemos uma conjunção de partidos maiores (PMDB, PSB E PSDB) e convergimos nesse sentido. O Silvio está convicto e Marcelo está embalado. Portanto, vamos trabalhar para que esse conjunto dê certo?.

Quanto ao abraço de Wellington Dias (PT) em Marcelo Castro (PMDB), o secretário garante que nada há de interesse. ?Esta eleição vai ser pacífica. Eles são amigos cordiais, trabalharam juntos. Portanto, eu não vejo dificuldade?, encerra

CONFIRA A ENTREVISTA FEITA PELO JORNALISTA SILAS FREIRE E PELO ANALISTA POLÍTICO LEAL JÚNIOR

Fonte: Denison Duarte