Está tudo muito bem comigo, diz Paulo Maluf após ser condenado

Maluf reafirmou o teor da nota oficial divulgada por sua assessoria ontem.

Um dia depois de ter duas de suas empresas condenadas a devolver ao menos R$45,8 milhões aos cofres públicos de São Paulo, o deputado federal Paulo Maluf (PP) atendeu a Folha por telefone dizendo estar "muito bem".



"Estou aqui na minha casa em Campos do Jordão, com mais de 20 convidados, minha família, tranquilo. Vou comer no Pastel do Maluf, no Baden-Baden [restaurante alemão na cidade]."

Maluf reafirmou o teor da nota oficial divulgada por sua assessoria ontem. Disse não se considerar réu no processo em que a Corte Real de Jersey, paraíso fiscal das ilhas britânicas, condenou empresas dele e de seus familiares a repatriar dinheiro, segundo a acusação, desviado de obra contratada quando prefeito de São Paulo (1992-1996).

Afirmou ainda não reconhecer a Corte internacional como instância adequada para seu julgamento. "Se algum brasileiro, qualquer um tivesse cometido algum ilícito em território nacional, esse brasileiro teria que ser julgado pela justiça brasileira ou pela justiça estrangeira?".

Fonte: Folha