Estratégia nacional do PSB incluiu candidatura no PI

As principais lideranças piauienses da sigla estão desde a última terça-feira em Brasília e seguirão amanhã para o Rio de Janeiro

O PSB entrará na reunião que definirá o candidato à governador da base aliada no próximo dia 19 com novas orientações da direção nacional do partido. As principais lideranças piauienses da sigla estão desde a última terça-feira em Brasília e seguirão amanhã para o Rio de Janeiro, onde se encontrarão com o presidente regional do PSB, o governador de Pernambuco, Eduardo Campos.

O deputado estadual Wilson Brandão (PSB) revelou que as conversas com o deputado federal e presidenciável Ciro Gomes intensificam o desejo do partido em disputar o comando do Palácio do Karnak. O objetivo, explica ele, seria ?reforçar os palanques regionais? para a campanha de Ciro. ?O Ciro confirmou que é candidato a presidente e disse que até o final do mês terá um encontro final com o presidente Lula para definir se sai ou não candidato?, pontua.

Lula pretende lançar Ciro Gomes como candidato à governador por São Paulo. A vontade do presidente, no entanto, ainda é rejeitada por Ciro, que não descarta ter dois governistas ? ele e a ministra da Casa Civil, Dilma Roussef (PT) - concorrendo ao mesmo cargo. No encontro com Eduardo Campos, a estratégia de atuação do PSB no Estado será discutida, adianta Brandão. ?Os líderes precisam entender como é a situação da legenda no Piauí. Temos 40 prefeitos e somos um partido forte?, justifica.

Na última quarta-feira o vice-governador Wilson Martins e o deputado Átila Lira reuniram-se com os deputados federais Márcio França (PSB-SP) e Rodrigo Rollemberg (PSB-DF), que é o líder do PSB na Câmara. ?Os casos do Piauí e de outros estados também serão levados em consideração na negociação nacional das chapas?, reitera Brandão. (S.B.)

Fonte: Sávia Barreto, Jornal Meio Norte