Estudo de viabilidade da Transcerrados fica pronto em julho

A Transcerrados, com cerca de 300 quilômetros, está na fase de licitação e será operada pela empresa Logit, do grupo paulista Machado Meie

De acordo com o diretor da Unidade de Parceria Público/Privado do Estado Piauí, Júlio Arcoverde, o estudo de viabilidade técnica e econômica da rodovia Transcerrados, localizada na região sul do estado, deve ficar pronto até o final do primeiro semestre deste ano. Júlio Arcoverde esteve no Ministério do Planejamento onde apresentou as primeiras informações sobre o estudo. A Transcerrados, com cerca de 300 quilômetros, está na fase de licitação e será operada pela empresa Logit, do grupo paulista Machado Meier. Será a primeira rodovia piauiense a receber recursos através de uma parceria entre o governo do estado e a iniciativa privada. A obra terá financiamento do Banco do Nordeste do Brasil e a licitação deve ocorrer logo após o fim do estudo de viabilidade. Julio Arcoverde explica ainda que está em pauta a discussão de PPPs para outros setores como por exemplo o sistema penitenciário. “No caso do sistema prisional estamos avaliando qual seria o melhor modelo Piauí. Para isso, estamos colhendo informações junto aos estados onde este tipo de PPP já foi implantado. Já sabemos que é viável e estamos apenas discutindo o modelo”, pontua Júlio Arcoverde. Esta semana o presidente da Comissão de Direitos Humanos da OAB-PI, Lúcio Tadeu, defendeu a realização de uma campanha para construção de mais presídios no Estado para garantir condições mais dignas para os detentos. Para Júlio Arcoverde esse seria um bom momento para debater um projeto de PPP para setor prisional.

Fonte: Ascom