""Eu não fiz promessa"", afirma João Castelo

Castelo reafirmou que governará com aqueles que o ajudaram a vencer as eleições

O prefeito eleito Jo?o Castelo (PSDB) concedeu entrevista coletiva ? imprensa nesta ter?a-feira e confirmou a indica??o da vice Helena Dualibe, para a Secretaria de Sa?de e de Moacir Feitosa, para a Educa??o.

Castelo reafirmou que governar? com aqueles que o ajudaram a vencer as elei?es e formar? uma equipe nova.

Acompanhe os principais trechos da entrevista coletiva:

Fl?vio Dino

"Eu n?o recebi nenhum telefonema do candidato Fl?vio Dino, nem de algu?m do partido dele ou ligado a ele. Recebi muitos telefonemas de todos os partidos e muitas autoridades do Brasil inteiro, de muitos amigos, companheiros e do povo em geral".

Sa?de

"A primeira prioridade a ser executada pela pr?pria natureza ? a sa?de, que est? em uma situa??o muito dif?cil. Eu vou fazer tudo para a partir de 1? de janeiro, ao assumir a prefeitura, fazer o que existe funcionar da melhor maneira poss?vel enquanto a gente pode recuperar, ampliar, construir e colocar a sa?de no patamar que n?s desejamos para bem servir a comunidade de S?o Lu?s".

Perfil do secretariado

"Vou utilizar o mesmo crit?rio quando fui governador. Para mim, a pessoa tem que ser leal, s?ria e competente".

Promessas e propostas

"Se vai dar tempo para fazer tudo eu n?o posso te responder, mas eu vou lutar para fazer. Se puder, at? mais do que eu mostrei que vou fazer. Eu n?o prometi. Eu n?o fa?o promessa. Eu apresento propostas. Propostas s?o bem diferentes de promessas. Eu disse o que vou fazer, o que pretendo fazer, como vou fazer, com que recursos vou fazer! E eu espero nestes quatro anos fazer o m?ximo poss?vel para que S?o Lu?s mude de fato; seja uma cidade mais humana, mais justa e que d? uma qualidade de vida melhor ou ent?o um pouco melhor ao povo. Eu quero ver o povo alegre. Eu vou fazer tudo para cumprir os projetos que eu mostrei que vou fazer e que eu n?o fiz promessas".

Den?ncias do advers?rio

"Eu acho que, quem disputa a elei??o hoje em regime democr?tico tem que ter bom senso, tem que ter equil?brio, tem que ter dignidade. Agredir as pessoas sem fundamento ? falta de dignidade, n?o ? coisa s?ria. Eu n?o sou daqueles que aceita este tipo de coisa. Ele pode ficar falando ? vontade para quem ele quiser, pois, para mim, isto n?o significa nada. Eu estou tomando as minhas provid?ncias como tomei na sexta-feira antes da elei??o. Eu cuido desse tipo de gente na Justi?a".

Equipe de Governo

"Tem que ser um governo com aqueles que me ajudaram a ganhar a elei??o, com o povo que me ajudou nesta luta, com os t?cnicos e profissionais de n?vel e gabarito que existem em S?o Lu?s e temos muito. Eu vou procurar fazer uma coisa diferente at? para que os erros e acertos sejam creditados a mim. A minha equipe ser? completamente nova".

Advers?rios

Eu n?o vou governar com os advers?rios. Tem gente que quando ganha a elei??o diz para os amigos: tu que j? meu amigo fica a?, agora eu vou dar isso aos advers?rios para atra?-los. Meu estilo ? o contr?rio. Meu amigo, tu que ? meu advers?rio, fica a?. Eu n?o vou te dar na m?o. Se sobrar alguma coisa e tu tiver qualifica??o para isso, eu vou pensar no teu caso".

Sucess?o na C?mara

"Isso ? um assunto interno da C?mara. Evidentemente, se a C?mara me procurar, os vereadores me pedirem uma opini?o, dependendo de como for a pergunta eu respondo. Eu n?o quero interferir. N?o ? papel meu interferir. Aquilo ? outro poder. Eu quero ? ter no poder municipal o melhor relacionamento poss?vel. As portas do meu gabinete estar?o abertas para receber com o maior carinho, com o melhor apre?o, seja de que partido for desde que eles cumpram com o dever deles e trabalhem pelo povo".

Absten??o

"Me preocupou e eu achei muito estranho. Esta absten??o n?o ? uma coisa normal, a maior do pa?s. Eu prefiro n?o dar opini?o sobre o que eu penso a respeito disso para que n?o digam aqui que eu estou acusando pessoas".

Metropoliza??o

"Isso ? uma coisa muito importante para a Ilha. Eu acho que n?o ? justo ficar essas discuss?es, isso n?o ? daqui ? dal?. Isso n?o existe. N?s temos que separar. N?s vamos conversar, inclusive, com o Legislativo estadual, com os prefeitos da Ilha, com o governador para que a gente procure fazer uma coisa realmente ben?fica para a Ilha. Isto ? muito importante. O que depender de mim ter? todo apoio".

Democracia

"Eu quero agradecer a maneira carinhosa de voc?s que vieram at? aqui e atenderam ao meu convite. Eu sou democrata mesmo. Eu n?o sou democrata de ouvir dizer ou de boca para fora. Eu sou democrata. Eu quero que voc?s convivam comigo dentro da democracia. Com toda liberdade, com toda independ?ncia; agora quero que cada um se conscientize que imprensa ? para informar, informar a popula??o.

Isso ? muito importante. Informar nem sempre ? o que se ler. ? preciso informar. Informar fatos. Informar aquilo que ela colhe no dia-a-dia. Agora, n?o ? informar boatos. Informar boato ? um "deservi?o" ? popula??o. Voc?s ter?o a maior liberdade comigo. Eu nunca me neguei a responder a qualquer pergunta de nenhum jornalista, de nenhum radialista, de ningu?m. Eu estou ? disposi??o.

Eu s? quero ? que voc?s sejam justos comigo como eu sempre fui com voc?s. Agrade?o a voc?s aqui, muito obrigado e fico muito feliz em saber que voc?s tamb?m querem o bem de S?o Lu?s e quero no final pedir a voc?s: vistam tamb?m a camisa de S?o Lu?s".

Fonte: Imirante, www.imirante.com.br