Evaldo Gomes quer bloco dos nanicos na Alepi

O deputado estadual eleito Evaldo Gomes (PTC), afirmou ontem que pretende montar um bloco dos partidos com poucos representantes na Assembléia,

A nova legislatura ainda não começou, mas os partidos com baixa representação na Assembléia Legislativa do Piauí (Alepi) já começam a se articular para tentar alcançar lugar de destaque na Casa ano que vem e romper a barreira do ostracismo. O deputado estadual eleito Evaldo Gomes (PTC), afirmou ontem que pretende montar um bloco dos partidos com poucos representantes na Assembléia, como é o caso do PDT, PTB e o PP.

?Os partidos que só tem um representante não têm direito de participar da Mesa Diretora. Queremos ter uma participação mais efetiva e liderança?, explicou Evaldo. Segundo Gomes, caso a aliança não prossiga com o PTB e PDT ? que elegeram três e dois deputados, respectivamente ? ele buscará fortalecer os contatos já iniciados com o PP, que elegeu a advogada Margareth Coelho.

?Já conversei com a Margareth e nossa ideia é uma participação futura no biênio 2011-2012 na direção da Alepi?, pontuou, ressaltando que as discussões só serão aprofundadas em novembro, após o fim do segundo turno eleitoral. Tanto o PP quanto o PTC não tinham eleito nenhum parlamentar em 2006. Apesar disso, o PP conseguiu emplacar um suplente, Marcelo Coelho, marido de Margareth.

Evaldo foi eleito com 10.899 votos, ou seja, 0,65% do total, graças à aliança das siglas pequenas como PT do B, PTC e PHS. No lugar de Gomes na suplência da Câmara de Vereadores da capital, assumirá o zelador Pedro Fernandes, também do PTC. (S.B.)

Fonte: Sávia Barreto, Jornal Meio Norte