Evo Morales tem apoio de 55% para se reeleger na Bolívia

Do total de entrevistados, 30% consideraram Reyes Villaey Fernández uma boa dupla

O presidente da Bolívia, Evo Morales, e seu vice-presidente, Álvaro García Linera, candidatos à reeleição em dezembro, têm aprovação de 55% dos eleitores, segundo pesquisa publicada neste domingo pelo jornal local "El Deber", de Santa Cruz de la Sierra (leste).

O estudo foi realizado pelo instituto de pesquisa privado Equipos Mori, que entrevistou 400 pessoas maiores de 18 anos nas cidades de La Paz, El Alto, Cochabamba e Santa Cruz de la Sierra (o último reduto da oposição), com margem de erro de 4,9%.

Quase 55% das pessoas entrevistadas consideraram boas as políticas governistas, 22% acharam irregular e 21%, ruim, concluiu o estudo. Com 25%, apareceu em segundo lugar a chapa formada pelo ex-prefeito (governador) de Cochabamba, Manfred Reyes Villa, e o também ex-prefeito de Pando, Leopoldo Fernández --detido em La Paz sob acusação de comandar um massacre de camponeses em setembro do ano passado.

Do total de entrevistados, 30% consideraram Reyes Villaey Fernández uma boa dupla, 17% regular e 48% ruim. Nas eleições de seis de dezembro, os bolivianos vão eleger, além do presidente e do vice-presidente, mais 36 senadores e 130 deputados para a Assembleia Legislativa Plurinacional, que substituirá o atual Congresso Nacional (27 senadores e 130 deputados).

Fonte: Folha Online, www.folha.com.br