Ex-presidente Lula sobre Dilma: 8 meses são pouco "para quem vai governar por 8 anos"

Ex-presidente Lula sobre Dilma: 8 meses são pouco "para quem vai governar por 8 anos"

Ele elogiou a atuação da presidente e disse estar "muito orgulhoso" do momento que o Brasil vive

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse nesta sexta-feira (2), durante discurso na abertura do 4º Congresso Nacional do PT, em Brasília, que os oitos meses de governo da presidente Dilma Rousseff não são suficientes para avaliar quem vai governar "por oito anos", referindo-se à eventual reeleição da petista.

"Temos de contribuir e tenho convicção de que ninguém pode cobrar de você [Dilma] aquilo que o tempo não permitiu você fazer. Oito meses de governo é muito pouco para quem vai governar este país por oito anos. É apenas 10% do tempo que você vai ter", disse Lula.

Ele elogiou a atuação da presidente e disse estar "muito orgulhoso" do momento que o Brasil vive. "Este país trabalha para ser a quinta economia do mundo em alguns anos. O dado concreto é que nosso Brasil tem de ser o indutor do desenvolvimento de vários países da América Latina", afirmou.

Durante seu discurso, Lula ressaltou o papel do PT no cenário político. "Há alguns anos, diziam que o PT ia acabar, não ia eleger nem síndico de prédio. Hoje, em qualquer pesquisa, o nosso partido é o principal partido deste país", afirmou.

Questionado sobre a fala ao final do evento, o o ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gilberto Carvalho, ex-chefe de gabinete de Lula, reforçou o plano de reeleger Dilma em 2014.

"Essa é a realidade. As pessoas ficam interpretando, inventando. Lula , quando trabalhou pela eleição de Dilma, ele batalhou por uma eleição de 8 anos", disse o ministro.

José Dirceu

Lula fez referência à moção de apoio ao ex-ministro da Casa Civil José Dirceu, que os militantes do partido deverão aprovar durante o congresso.

Reportagem da revista "Veja" afirmou que Dirceu despacha com ministros e parlamentares em um quarto de hotel onde ele costuma se hospedar em Brasília.

Lula disse que Dirceu tem o seu apoio. "Ninguém pediu aval para mim, mas agora que estou aqui, tem o meu aval. Não é possível as pessoas construírem as mentiras que querem construir", afirmou.

Fonte: G1