Exames de Lula estão normais, informam médicos do Sírio-Libanês

Estado geral de saúde é "excelente", de acordo com Roberto Kalil Filho

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) passou por exames na manhã deste sábado (10) no Hospital Sírio-Libanês, na região central de São Paulo. O médico Roberto Kalil Filho, que integra a equipe que cuida da saúde de Lula, disse em entrevista coletiva que os resultados foram "normais" para câncer. "O presidente Lula se encontra em excelente estado geral [de saúde]", informou. Segundo ele, os exames foram de rotina e as próximas avaliações devem ocorrer apenas em 2014.

"A equipe médica não constatou nenhuma volta de doença", completou. Segundo Kalil Filho, a entrevista foi convocada a pedido do ex-presidente, para afastar boatos sobre o retorno do câncer. Os últimos exames haviam sido feitos em abril deste ano e não houve mudanças no quadro desde então, segundo os médicos. O presidente Lula se encontra em excelente estado geral. A equipe médica não constatou nenhuma volta de doença"

Roberto Kalil Filho

Três exames foram realizados neste sábado, todos totalmente normais. Lula passou por exames clínicos laboratoriais, além das avaliações específicas: PET-CT, ressonância nuclear magnética e laringoscopia. "Em nenhum momento se adiantou a avaliação por boatos, mas acho que agora eles já estão enterrados", disse o médico.

Lula passará por exames de avaliação até o início de 2017, quando o término do tratamento completa cinco anos. Ainda assim, a expectativa é que a chance de retorno da doença é muito pequena, de acordo com a equipe médica. "Nós achamos que esse tumor não vai voltar. Nossa perspectiva é extremamente positiva", diz o médico Paulo Hoff.

Atualmente, o presidente não toma qualquer medicação para o câncer, apenas remédios para hipertensão leve e controle de colesterol. A voz de Lula não sofreu prejuízos devido ao tratamento. "O presidente Lula esta com a saúde perfeita", finalizou Kalil Filho. "Ele me disse: "Kalil, estou extremamente aliviado"", relatou o médico.

Em julho, o ex-presidente aproveitou uma palestra na Universidade Federal do ABC (UFABC), em São Bernardo do Campo, para negar a volta do câncer. "Tem muito boato de que eu estou com metástase. Eu fui visitar o Marcelo Déda, que é governador de Sergipe, que está com câncer e aí disseram que eu vou ao Hospital Sírio-Libanês de madrugada fazer tratamento e que eu estou indo escondido", disse.

Lula disse que jamais esconderia se a doença tivesse se manifestado novamente. "Graças a Deus não tenho mais câncer. Tenho que fazer meus exames rotineiros a cada quatro meses e isso vai durante cinco anos", afirmou. "Se eu tiver, serei o primeiro a falar para a imprensa."

Em outubro de 2012, Lula realizou uma bateria de exames no mesmo hospital e os resultados confirmaram a remissão completa do câncer na laringe. Exames realizados em março e julho de 2012 por Lula já tinham indicado a regressão total do tumor.

O tumor na laringe foi descoberto em outubro de 2011. Em seguida, teve início o tratamento, com sessões de quimioterapia e de radioterapia. A última fase do tratamento foi realizada em fevereiro de 2012. Lula foi considerado curado em março.

Os médicos que acompanham o ex-presidente disseram que Lula não visitou o senador José Sarney (PMDB-AP) ou o deputado José Genoino (PT) neste sábado (10), como já havia feito nesta semana. Os dois estão internados no hospital de São Paulo.

Fonte: G1