Exonerado duas pessoas da Fazenda suspeitas de terem recebido propina

As demissões, para evitar maior constrangimento, aparecerão na edição Diário Oficial da próxima segunda-feira como "a pedido".

O governo decidiu exonerar nesta sexta-feira (29) Marcelo Fiche, chefe de gabinete do ministro da Fazenda, Guido Mantega, e Humberto Alencar, adjunto de Fiche, ambos suspeitos de receber propina da empresa Partners, que presta assessoria de imprensa para o ministério.

No dia 21, o Panorama Político antecipou que a situação dos servidores era "insustentável" e que eles estavam "com os dias contados" no governo. As demissões, para evitar maior constrangimento, aparecerão na edição Diário Oficial da próxima segunda-feira como "a pedido".

A denúncia, revelada pela Revista Época, fez com que Fiche e Alencar entrassem em férias dia 18 de novembro para se defenderem das suspeitas. Além da denúncia de recebimento de dinheiro feita à época por uma ex-secretária da empresa e que seria responsável pela entrega de envelopes de dinheiro a Fiche e a Alencar, chegou ao Planalto a informação de que o chefe de gabinete de Mantega usou informação privilegiada de leilão da Receita Federal para comprar um carro com valor de mercado de R$ 250 mil pela metade do preço.

A operação teria sido feita por terceiros para não deixar a digital de Fiche.

Fonte: OGlobo