Fábio Novo diz que Wellington herdou dívida de R$ 500 milhões

Deputado frisa que 2015 será um ano difícil para as contas do Estado

O governador Wellington Dias herdou uma dívida de R$ 500 milhões da gestão anterior. A declaração é do deputado estadual Fábio Novo (PT) durante visita a diversos municípios do Sul do Piauí neste final de semana. O petista frisou que o Piauí terá um ano difícil em virtude da crise econômica e do rombo nas contas públicas.

“O ano de 2015 será um ano difícil para o Piauí. O governador Wellington Dias herdou uma dívida de aproximadamente R$ 500 milhões, sendo R$ 200 milhões na saúde, R$ 100 milhões na educação e mais de R$ 200 milhões em obras paradas. A maioria desse dinheiro é de empréstimos que o Piauí ainda não recebeu. Então, a prioridade do nosso Governo é tocar as coisas que já estavam programadas ou em andamento”, afirma Novo.

O parlamentar cita o exemplo dos municípios de Porto Alegre do Piauí e Bertolínia. A 486 km de Teresina, em Porto Alegre do Piauí, a estação de piscicultura Dourival Guimarães foi desativada; o Núcleo da Universidade não está funcionando, mesmo com laboratório de informática completo e com toda a infraestrutura; e uma obra na escola estadual Deputado Mussa Demes não foi finalizada.

Já em Bertolínia, que fica a 386 km da capital, há outras três obras que foram abandonadas pela gestão anterior do Governo do Estado: 50 casas do programa Minha Casa, Minha Vida; um estádio de futebol; e a reforma do hospital.

O parlamentar explica que o governador Wellington Dias está trabalhando para regularizar as contas e se adequar à Lei de Responsabilidade Fiscal.

Fábio percorreu as cidades de Floriano, Canavieira, Bertolínia, Porto Alegre do Piauí, Marcos Parente, Manoel Emídio, Elizeu Martins e Canto do Buriti. .






Fonte: Assessoria