Fábio Novo repercute a condenação de Daniel Dantas e alfineta senador Heráclito Fortes

Em aparte, o deputado Marden Menezes (PSDB) pediu comedimento entre as partes para que a paz reine e

O deputado Fábio Novo, presidente do Partido dos Trabalhadores no Piauí, destacou hoje, durante a sessão na Assembléia Legislativa, a condenação do banqueiro Daniel Dantas, do Oportunity, por tentar comprar um delegado federal com R$ 1 milhão.

?A sentença de Fausto Dechances, de 312 páginas, coloca muito claramente que a principal testemunha de defesa do banqueiro é o senador Heráclito Fortes. Um senador que preside uma CPI que investiga pessoas se oferece para ser testemunha de defesa de uma pessoa que tentou subornar um policial federal e agora condenado da Justiça. Perde peso a CPI das Ongs?, acredita.

?Faço o registro de maneira tranqüila, com bastante serenidade para que não paire qualquer dúvida sobre minha intenção ao tratar desse assunto. Não há de minha parte inimizade pessoal contra o senador, mas não poderia deixar de registrar uma relação muito suspeita entre o banqueiro e o senador, o que reforça a tese de que não podemos ter uma testemunha de defesa de um condenado presidindo uma CPI. É no mínimo anti-ético?, entende o deputado.

Em aparte, o deputado Marden Menezes (PSDB) pediu comedimento entre as partes para que a paz reine entre as forças políticas do Piauí. ?para ajudar um ponto final nessa história?.

?Não voltarei a essa tribuna para tocar nesse assunto, mas não me calarei diante que qualquer ataque. Não poderia, no entanto, deixar de fortalecer a tese que defendo de que. Sempre me comporto com muita urbanidade quando me refiro aos enador, mas a recíproca não é verdadeira, quando se trata do deputado Fábio Novo e do governador Wellington Dias?, acrescentou.

Fonte: Alepi, www.alepi.pi.gov.br