Falso Lula dá entrevista para rádio internacional

O assessor do falso Lula disse que o objetivo das entrevistas era garantir a segurança do Rio de Janeiro durante as Olimpíadas de 2016

O GSI (Gabinete de Segurança Institucional) vai investigar o caso do falso "presidente Lula", que deu entrevistas para rádios internacionais. O GSI quer saber quem está se passando pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

De acordo com o Blog do Boleiro, a assessoria do falso Lula entrou em contato com rádios oferecendo entrevistas exclusivas com o suposto presidente.

O assessor do falso Lula disse que o objetivo das entrevistas era garantir a segurança do Rio de Janeiro durante as Olimpíadas de 2016.

O blog informa que a fraude foi revelada porque a jornalista Beatriz Wagner, produtora executiva do programa de língua portuguesa da australiana SBS, desconfiou do e-mail enviado pelo falso assessor do presidente fictício.

Mesmo desconfiada, ela marcou a entrevista. O blog conta que um homem com uma voz idêntica ao do presidente ligou para a jornalista na noite de quinta-feira --quando seria de manhã na Austrália.

De acordo com o blog, a entrevista durou 23 minutos. Além de falar da segurança do Rio, o falso Lula se referiu ao presidente norte-americano Barack Obama como "meu amigo escurinho". Disse que o "mundo teve de engolir goela abaixo" a forma como o Brasil enfrentou a crise financeira mundial.

Procurada pela reportagem, a assessoria da Presidência informou que não comentará o caso.

Fonte: Folha Online, www.folha.com.br