Federico Franco, vice de Lugo, deve assumir presidência

O Senado paraguaio aprovou nesta sexta-feira (22) o impeachment de Lugo



Luís Federico Franco Gómez, eleito na chapa com Fernando Lugo em 2008, deve assumir seu lugar na presidência do Paraguai.

O Senado paraguaio aprovou nesta sexta-feira (22) o impeachment de Lugo no processo político aberto contra o presidente do país na véspera. O placar foi 39 a 4, com duas ausências.

Franco integrava o Partido Liberal Autêntico (PLRA), que se uniu ao movimento Aliança Patriótica para a Mudança (APC) com movimentos sociais, partidos de esquerda e organizações civis buscando terminar com seis décadas de hegemonia da Asociación Nacional Republicana (Partido Colorado) no comando do país.

Nascido em 23 de julho de 1962 em Assunção, a capital do Paraguai, Franco é médico e cirurgião. Casado, possui quatro filhos, segundo o site do governo paraguaio.

Assim como Lugo, frequentou escolas católicas durante a infância e a juventude. Como médico, atuou na emergência e foi chefe da salas de clínica médica e cardiologia do Hospital Nacional do Paraguai, sendo membro da comissão de direção da Sociedade Paraguaia de Medicina Interna.

Ao contrário de Lugo, que fez carreira como padre antes de entrar para a política, Federico Franco ingressou em um partido político logo aos 14 anos e, desde então, teve vários cargos: foi eleito prefeito da cidade de Fernando de la Mora entre 1996 e 2001 e governador do Departamento Central do país, durante 2003 e 2008.

Antes disso atuou como vereador, também no município de Fernando de la Mora, entre 1991 e 1996.

Em Assunção, foi presidente da Secretaria de Transportes Metropolitanos, e também membro do Conselho Nacional de Saúde.

Como vice-presidente, respondeu por diversas comissões do governo.

Fonte: G1