PSDB: FHC lança Aécio como pré-candidato à Presidência

PSDB: FHC lança Aécio como pré-candidato à Presidência

"Aécio [..] tem, desde já, de assumir suas responsabilidades", disse FHC. Presidente do PSDB, Sérgio Guerra, defendeu que senador lidere o partido

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso lançou nesta segunda-feira (3) o senador Aécio Neves (MG) como pré-candidato do PSDB à Presidência da República pouco antes do início, em Brasília, de um encontro de prefeitos eleitos da legenda com os principais líderes do partido.

?Eu acho que o senador Aécio Neves é o nome [para a Presidência] e, ao mer ver, desde já, tem de assumir suas responsabilidades, não de candidato, mas de líder do partido, para ele poder começar a percorrer o Brasil?, afirmou Fernando Henrique.

A posição do ex-presidente da República foi compartilhada pelo presidente da legenda, deputado Sérgio Guerra (PE). ?O Aécio é hoje o candidato que o PSDB tem para a Presidência da República?, declarou.

Guerra ainda defendeu que Aécio assuma a presidência do partido. A convenção será realizada no próximo ano.

?Não há ninguém no PSDB que não torça pela candidatura do Aécio [à Presidência da República]. Aécio é sem dúvida o candidato da grande maioria do PSDB e deve ser o presidente do partido. É o chefe que precisamos, o líder que valorizamos?, disse.

Aécio, que chegou alguns minutos atrasado, preferiu não assumir a pré-candidatura. ?Eu cumprirei meu papel como sempre cumpri. O Brasil está cansado do que está vendo [...] Eu vou cumprir meu papel seja ele qual for, só não vou antecipar etapas", disse.

Fernando Henrique afirmou que considera possível que o partido ganhe as eleições presidenciais em uma eventual disputa com a atual presidente Dilma Rousseff.

?Claro que é [possível ganhar da Dilma]. Eu sei que a presidente tem popularidade, mas veja bem, o presidente Lula foi [eleito] duas vezes no segundo turno. Então, esta questão a gente tem de ver com mais entusiasmo, isso vai depender do candidato?, disse.

Fernando Henrique e Sérgio Guerra afirmaram que o partido vai lançar uma agenda de propostas, com bases em expectativas da população.

Alckmin

Em São Paulo, antes de tomar conhecimento da fala de FHC no encontro de prefeitos, o governador Geraldo Alckmin (PSDB) comentou a entrevista do ex-presidente ao jornal "Folha de S.Paulo", na qual ele manifestou a mesma posição em relação a Aécio.

?O presidente Fernando Henrique lembrou o nome do Aécio Neves, que é um grande nome. Eu acho que ainda tem tempo ainda. Eu não sou mineiro, mas nesse caso não há razão para este momento ser o momento da decisão. É um processo que você vai amadurecendo. Agora, o presidente Fernando Henrique é um homem de visão, um estadista. Então, ele deu aí um norte importante. Mas acho que a decisão mesmo deve ser no ano que vem?, declarou o governador.

Perguntado se poderá colocar novamente o nome à disposição do partido para a disputa da Presidência, o governador, torcedor do Santos, respondeu: "Candidatíssimo à presidência do Santos Futebol Clube. Se o Luis Álvaro [atual presidente] me permitir.?

Fonte: G1