Firmino: Nossa meta é construir 15mil casas nos próximos 4 anos

Firmino: Nossa meta é construir 15mil casas nos próximos 4 anos

O prefeito eleito disse ainda que pretende promover uma reforma administrativa na prefeitura.

O prefeito eleito de Teresina, Firmino Filho, declarou em entrevista concedida ao Programa Agora, apresentado pelo jornalista Silas Freire, que vai divulgar no dia 15 de dezembro o seu secretariado, que será formado por pessoas com experiência e habilidades técnicas.



?Não posso deixar de colocar uma pessoa com experiência técnica para colocar um político que não conhece da área. Quando colocamos pessoas com perfil técnico é porque queremos pessoas que trabalham para a cidade. A predominância é indicação de pessoas técnicas, nas áreas da saúde, educação e todas as outras áreas críticas. Técnicos de várias origens. Esse tipo de administração é o que diferencia o PSDB. Isso não quer dizer que não teremos políticos no secretariado, mas precisamos de pessoas que entendem do assunto?, afirmou o tucano.

Ele prometeu que haverá evolução na área habitacional. Em sua fala deixou prevista a construção de novas moradias. ""Nossa meta é construir 15mil casas nos próximos quatro anos"".



Firmino Filho disse que pretende promover uma reforma administrativa na prefeitura, fortemente concentrada na área da saúde, que cresceu muito. ?Vamos dividir a Fundação Municipal de Saúde, uma que será voltada à atenção básica e a outra voltada à rede hospitalar. É necessário que todas as unidades possam trabalhar bem e em conjunto. Essa Secretaria Municipal de Saúde vai ter essa função de organizar o todo?.



Em relação ao transito da capital, o prefeito explicou que há necessidade de realização de um conjunto de obras para melhorar o sistema viário. ?Tentaremos acabar com os congestionamentos. O problema cresceu muito nos últimos dez anos. Temos também que avançar na questão do transporte coletivo. Já foi feito um plano de mobilidade urbana e vamos dar sequencia a esse plano, que já está em andamento?, expôs Firmino.



Fonte: Samara Costa