Fraude em licitações para viaturas dá cadeia para primo de governador

Além de Abi, outras quatro pessoas foram presas.

O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) prendeu na segunda-feira (16) Luiz Abi, primo do governador Beto Richa (PSDB). Ele estaria envolvido em fraudes de superfaturamento e desvios de recursos em licitações do Departamento de Transporte Oficial (DETO).

Abi foi detido em Curitiba e estaria sendo levado para Londrina, onde o Gaeco investiga um esquema de superfaturamento em licitações envolvendo a empresa Providence, que fica em Cambé, cidade vizinha a Londrina (PR), e que estaria responsável pelo conserto de viaturas através da licitação para o Departamento de Transportes Oficial do Governo do Estado.

Segundo Alan Flore, delegado do Gaeco, essa é uma nova investigação que não está ligada aos esquemas investigados em Londrina recentemente de exploração sexual de menores nem ao esquema de propina da Receita Estadual. “Esse é um novo caso que estamos investigando de fraudes e superfaturamento em licitações neste órgão do governo do Estado”, explica.

Além de Abi, outras quatro pessoas foram presas. “Não posso dizer no momento o nome das outras pessoas para não atrapalhar o curso das investigações, nós temos mais medidas de prisão a serem cumpridas e isso poderia comprometer nossa ação que está em curso”, justifica Flore.

Fonte: Terra